Ageuniara

Aparelho portátil facilita exames do fundo do olho

Por: ANA PAULA DA SILVA PINHEIRO

02/05/2018

Três jovens empreendedores criaram o SRC (Smart Retinal Camera), um aparelho portátil que, acoplado à câmera do celular, captura imagens de alta qualidade do fundo dos olhos. As imagens podem ser enviadas para médicos que estão a quilômetros de distância. O aparelho, além de ajudar com melhores resultados, possibilita a utilização em áreas de difícil acesso para que o exame seja feito por um técnico em pessoas que não tem condições de ir até o consultório oftalmológico.

Phelcom Technologies é a empresa que fundaram, localizada em São Carlos. Diego Lencione (Físico), Flávio Pascoal Vieira (Engenheiro Eletrônico) e José Augusto Stuchi (Engenheiro de Computação) se conheceram em 2010 enquanto trabalhavam com o desenvolvimento de um equipamento oftalmológico convencional, em São Carlos. De lá para cá surgiu a ideia de criar um projeto para melhorar a qualidade dos exames voltados à visão. Diego se motivou ainda mais a trabalhar no projeto pois seu irmão desenvolveu problemas graves na retina ainda na infância, possuindo pouca visão.

José Augusto Stuchi ressalta que “atualmente, uma parcela significativa dos casos de cegueira são causados por doenças de retina, como o glaucoma, retinopatia diabética, retinopatia da prematuridade, entre outras”. Ele ainda explica o objetivo do projeto, já que 85% dos municípios no Brasil não possuem acesso direto a oftalmologistas “Nesse cenário, o SRC pode ser visto como solução para a detecção de doenças e prevenção, tornando a tecnologia mais acessível para diagnósticos de doenças do fundo do olho”.

O equipamento atualmente usado para esse tipo de exame é de grande porte, impossibilitando que seja feito fora dos consultórios.

Os três desenvolvedores venceram o Falling Walls Brasil, evento organizado pela Câmara Alemã de Ciência e Inovação. Eles participaram do evento, na Alemanha,na cidade de Berlim,  representando o Brasil na competição das 100 ideias mais inovadoras ao redor do mundo.

Stuchi já percebe os resultados que a premiação lhes trouxe. “Além da visibilidade que o projeto ganhou, abrindo portas em alguns hospitais de referência, recebemos feedback de pessoas de todo o mundo, sendo muito proveitoso para o nosso projeto e nosso amadurecimento como empresa”.

José Augusto informa que o equipamento já está sendo testado em centros de referência, como o Hospital do Câncer em Barretos, obtendo excelentes resultados, comparáveis e muitas vezes superiores aos obtidos pelo equipamento convencional de mesa, muito mais caro.

 “Nossa ideia é continuarmos desenvolvendo novas tecnologias mais acessíveis para contribuir na área de saúde. Temos mais seis projetos em nosso planejamento para os próximos cinco anos e estamos em fase de prospecção de investimentos para levar esses projetos ao mercado”, informa José Augusto.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/