Ageuniara

Feira promove rolê cultural

Por: PAULO ROBERTO VICENTE

21/03/2018

As feiras livres, na cidade de Araraquara, representam uma tradição que não se perdeu ao longo do tempo. Em seus diversos segmentos, a cidade conta com pelo menos 80 empreendedores participantes de 10 feiras que acontecem no decorrer da semana. Entre elas estão feiras do agricultor, de artesanato e de flores, conforme dados da Secretaria de Desenvolvimento do município.

Em outubro de 2017, observando as diferentes experiências que uma feira pode proporcionar aos seus frequentadores e percebendo a necessidade da população araraquarense em conhecer melhor os espaços públicos que a cidade possui, um grupo de microempreendedoras resolveu criar a RolêFeira, que se tornou um evento cultural e vem ganhando mais espaço a cada edição.

A ideia do nome RolêFeira surgiu com a proposta de unir um passeio entre grupos de amigos, popularmente conhecido como rolê, para explorar a força cultural, criativa e diversa de Araraquara, em uma feira contendo música, arte, exposições e compras conscientes, sustentáveis e ecológicas.

Vincular arte e cultura com a discussão de questões sociais é um dos objetivos da feira. Por isso, cada edição aborda uma temática com a preocupação de deixar uma mensagem aos participantes. A cena feminina no mundo empreendedor e cultural, a visibilidade trans de Araraquara e o grafite nas ruas foram temas das edições anteriores.

A feira busca grande visibilidade em todos os sentidos: pessoais, sociais, culturais e principalmente a valorização do empreendedor.

“Existe um absoluto respeito e companheirismo tanto entre os feirantes como com as organizadoras; isso faz com que a feira seja bem movimentada e atrativa, porque não há  preconceitos. Conseguimos abranger qualquer classe social sem fazer distinção e todos que participam se sentem acolhidos pelo amor que ali envolve”, comenta Mari Grilo, feirante e empreendedora na empresa Pote Feliz

Atuando em diferentes categorias, tais como quitutes, artes,  acessórios,  brechós,  cosméticos,  bebidas,  orgânicos,  food trucks e projetos sociais, a feira conta com aproximadamente 30 expositores participantes das edições que acontecem a cada 40 dias e recebe em média 150 visitantes.

  “Expor meus artesanatos nessa feira é gratificante demais, é na Rolêfeira que tive a oportunidade, de fato, de poder mostrar meu trabalho”, relata a feirante Natalia Munroe. Ela produz colares de cristais brutos e pedras naturais inteiramente feitos à mão, expostos na barraca “Louca da Lua”.

 “Essa feira anda de mãos dadas com a diversidade, e eu, como mulher negra e lésbica sinto que é um lugar onde posso estar como qualquer outra mulher e onde terei um espaço de me colocar como empreendedora”,  relata a feirante Natalia, que expõe seus trabalhos na Rolêfeira desde a segunda edição, montada na Via Expressa em novembro do ano passado..

Para participar da feira como empreendedor, é necessário preencher um formulário de inscrição disponível na página do Facebook Rolêfeira e aguardar o contato da organização para uma seleção prévia.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/