202205180646

Notícias

Em TCC, alunos de Administração da Uniara analisam índice para melhores resultados de aplicações financeiras

Publicado em: 24/01/2022

Os estudantes da graduação de Administração presencial da Universidade de Araraquara – Uniara, Bruna Parada e Max Sandro dos Santos Passos, apresentaram o estudo “Análise e desempenho do Índice de Sharpe entre os períodos pré e pós-pandemia covid-19” como Trabalho de Conclusão de Curso – TCC, orientados pelo professor Sandro Gonçalves e coorientados pela docente Maria Paula Cicogna.

“Para melhor alocação de recursos disponíveis, ou seja, para se obter sucesso nos resultados de aplicações financeiras, faz-se necessário o uso de um indicador eficaz. No entanto, o Índice de Sharpe é um dos mais úteis para quem deseja comparar e analisar fundos de investimento, com base em informações – dados - anteriores, avaliando-se a rentabilidade futura de um investimento em relação ao risco da aplicação financeira, sem esquecer de que é apenas uma projeção do passado para futuras aplicações, já que a economia é, de fato, subjetiva”, contextualiza Parada, em nome da dupla.

Ela detalha que, em meio ao comparativo realizado, foi possível observar mudanças no comportamento financeiro em 2020. “O mercado financeiro sofre alterações conforme há mudanças nos cenários mais importantes do país e do mundo. Além disso, investimentos no mercado de ações vêm se tornando cada vez mais atrativos frente às políticas adotadas pelo Governo Federal. Também há o aumento do interesse em investir e vontade de aprender como, e a consciência da necessidade de se investir dinheiro é um dos muitos reflexos que a pandemia trouxe, sendo que ela deixará o mundo e os brasileiros mais pobres. A constatação torna os temas ‘poupança’ e ‘investimento’ ainda mais relevantes”, salienta.

No TCC, Parada e Passos verificaram, de acordo com ela, que o setor financeiro, assim como a bolsa de valores, são afetados diretamente e diariamente por acontecimentos sociais, políticos, econômicos, causas/desastres naturais e outras variáveis que ocorrem em todo o mundo. “E com o surgimento da Covid-19 não foi diferente: tivemos uma das maiores e mais graves crises socioeconômicas desde a última, que ocorreu em 1929. Há um cenário atual de incertezas econômicas e políticas, e de altas na inflação e dos juros, que deixam a sociedade mais vulnerável e abalada, visto que se encontra sem recursos financeiros, já que é afetada, consequentemente, pela escassez de empregos e diminuição e/ou perda total de sua renda”, explica a estudante.

Gonçalves destaca, no TCC de seus orientandos, “todo o recurso técnico usado para descrever a metodologia”. “Eles buscaram trabalhos, inclusive o de um autor que recebeu o prêmio Nobel de Economia, para explicarem porque estavam utilizando aquela ferramenta. Além disso, o que fizeram de diferente foi analisar o período pré e pós pandemia, e como todas as descobertas podem auxiliar as pessoas comuns a tomarem decisões a respeito de seus investimentos, não de forma especulativa, mas no mercado financeiro, com o objetivo de constituir uma reserva previdenciária. Eles uniram uma metodologia muito robusta e entenderam como avaliar a melhor maneira de gerenciar um portfólio, e o rigor acadêmico foi muito acima do esperado para alunos de graduação”, finaliza o orientador.

Informações sobre o curso de Administração presencial da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

Últimas notícias:

Busca

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /

Saiba o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações. Utilizamos cookies essenciais e analíticos de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

ENTENDI