202103041028

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Notícias

Em estudo, alunas de Nutrição da Uniara analisam importância de tipos de leite oferecidos a recém-nascidos prematuros

Publicado em: 18/01/2021

As alunas do curso de Nutrição da Universidade de Araraquara – Uniara, Natália Bueno Francelino, Ana Carolina Almeida Cunha e Thaís de Souza Faustino, apresentaram o estudo “Recém-Nascidos Prematuros: Uma análise dos tipos de RN, importância e características dos diferentes tipos de leites oferecidos e seus cuidados” como Trabalho de Conclusão de Curso – TCC, orientado pela professora Patricia Meciano Simone Barreto.

“O objetivo foi conhecer e entender os diferentes tipos de leites oferecidos a recém-nascidos prematuros em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Foram apresentados a importância da amamentação e os benefícios que ocorrem com a maior parte dos recém-nascidos que consomem o leite materno, tanto para o desenvolvimento dos prematuros quanto na diminuição das possíveis patologias que poderão ocorrer na vida adulta, como obesidade e diabetes”, explica Natália, em nome do grupo.

No trabalho, também foi destacado o leite materno com suas variações, “que podem ser da própria mãe ou de doadoras, e as características de cada um deles”. “Os métodos de controle de qualidade são muito importantes em toda essa etapa, onde é preconizada a minimização de qualquer tipo de agente que possa contaminar o leite humano e causar maiores danos ao desenvolvimento desse recém-nascido prematuro, que já se encontra muito debilitado ou com pouco desenvolvimento”, aponta Natália.

Ela coloca que as fórmulas lácteas infantis também auxiliam bastante nesse tipo de situação, “principalmente quando a mãe desses prematuros não consegue produzir leite, porém, há uma necessidade de o pediatra ou nutricionista prescrever a que for melhor para cada situação e também para serem feitas as devidas trocas, tentando ofertar a maior quantidade de nutrientes possível para a evolução desse prematuro em cada fase em que se encontrar”.

A importância da doação do leite materno humano também é destacada pelo grupo. “Depois de pasteurizado, um litro chega a alimentar cerca de dez prematuros. As mães que tenham uma demanda de leite maior que a necessidade de seu filho, procurem o banco de leite ou posto de coleta em sua cidade, para poderem ajudar esses pequenos guerreiros que já nascem lutando para sobreviverem”, orienta Natália.

Outra recomendação é que mulheres que desejam engravidar tentem preparar o corpo com ajuda profissional no período que antecede a gestação, “para que tenham mais informações e possam estar mais saudáveis, o que pode acarretar maiores chances de uma gravidez sem ou com o mínimo de intercorrências”.

Patricia, que orientou o TCC, conta que o trabalho foi escolhido por ser um tema muito importante e ainda hoje pouco conhecido e discutido. “O aleitamento materno é a forma mais saudável e segura para o desenvolvimento do recém-nascido prematuro: nutre e auxilia no crescimento e desenvolvimento, além de facilitar a formação do vínculo entre mãe e bebê. Também diminui de maneira significativa a incidência e a gravidade de algumas doenças. Trabalhar esse assunto foi muito enriquecedor e gratificante”, finaliza.

Informações sobre o curso de Nutrição da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

Últimas notícias:

Busca

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /

Saiba o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações. Utilizamos cookies essenciais e analíticos de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

ENTENDI