Notícias

Graduação de Medicina da Uniara encerra curso de capacitação para seus docentes

Publicado em: 19/06/2018

No último encontro do curso “Capacitação Docente: Atualização e Fundamentos Didáticos e Pedagógicos”, promovido pela graduação de Medicina da Universidade de Araraquara – Uniara para seus professores, foram abordados o novo modelo de confecção de plano de ensino e o sistema de avaliação do curso. A atividade foi realizada nesta segunda-feira, dia 18 de junho, na unidade I da instituição.

O coordenador da graduação de Biomedicina, Orivaldo Pereira Ramos, abriu a noite com a palestra “Novo Modelo de Confecção de Plano de Ensino”. “Explanei sobre uma metodologia nova para essa confecção, de modo a repensar sua produção, já que é uma ferramenta extremamente importante, quando planejamos nossas ações no ensino dos estudantes. Posteriormente, quero ter a oportunidade de apresentar isso aos professores de Biomedicina e de Farmácia. Acredito que, com isso, todos nós, docentes, vamos sair ganhando. Esses aprendizados são sempre bons e, de certa maneira, objetivam o nosso aluno, de maneira que isso melhore cada vez mais a qualidade do ensino e do aprendizado”, diz.

Em sua opinião, todos os docentes estão em uma fase tentativa de aprimoramento da capacitação profissional. “Muitos de nós começamos a ministrar aulas sem nenhum tipo de preparo. Pensando nesse sentido, essa busca pelo aperfeiçoamento tem sido muito importante”, destaca.

Em seguida, a professora Karin Franco Pinotti falou sobre o “Sistema de Avaliação no Curso de Medicina – Uniara”. “Não é somente a prova, mas também a verificação de atitudes do aluno, além de habilidades e competências. Dei uma noção de como ele é avaliado e de como é formado na graduação”, explica.

Uma das organizadoras do curso, a professora Sônia Aparecida Gonçalves Pinnoti, comenta que o projeto foi elaborado com a finalidade de aprofundar os conhecimentos didáticos e pedagógicos dos docentes do curso de Medicina. “Tivemos vários encontros nos quais foram trabalhados temas diversos, tais como ‘Ser Docente’, ‘Plano de Ensino’, ‘Plano de Aula’ e ‘Metodologias Ativas’. Essa atividade foi extremamente produtiva, uma vez que o comparecimento dos professores foi grande e, na abertura, a coordenadora pedagógica da graduação, Cynthia Arruda Mauro Piratelli, abordou as relações entre professor e aluno na sala de aula. Essa preocupação é com a educação, que precisa ser discutida e aprofundada em todos os aspectos, e nós, como docentes, temos por lema essa questão”, declara.

A docente da graduação de Medicina, Viviane Ferreira, que também fez parte da organização do evento, detalha que os objetivos foram: “oferecer aos profissionais docentes-assistenciais que atuam em sala de aula, conhecimentos éticos, administrativos e pedagógicos acerca da instituições de ensino superior e do curso onde atuam, no caso, o de Medicina; promover a melhoria da qualidade das funções de ensino, por meio de atividades de capacitação e atualização profissional, dando oportunidade ao corpo docente de aprofundamento e/ou aperfeiçoamento de seus conhecimentos didáticos; valorizar seus conhecimentos, e orientá-los a adotarem práticas pedagógicas inovadoras, como metodologias ativas, visando ao incremento dos padrões de qualidade de ensino”.

Para Cynthia, que também compôs a comissão organizadora, o curso representou um marco para a graduação. “Fechamos com balanço positivo, em relação às propostas criativas que cada docente trouxe com os temas que desenvolveram. Foi uma adesão bastante significativa, contando que, na maioria das vezes, nossos professores são médicos e têm outras ocupações. Sentimos um comprometimento, um interesse coletivo crescente nesse aperfeiçoamento pedagógico”, aponta.

Ela reforça que o curso de capacitação é uma tentativa “de tornar o nosso médico docente”. “Esse foi o eixo principal da nossa discussão, e acho que alcançamos nossos objetivos em relação ao direcionamento que quisemos dar. Foi o primeiro de muitos, espero”, comenta.

Para o segundo semestre, a coordenadora revela que existe a intenção de promover um curso de capacitação de preceptores “para tentar melhorar a qualidade do ensino médico, a satisfação do nosso aluno e seu sucesso quando for para o mercado de trabalho”. “O curso de preceptoria virá com outro enfoque, que é o de ajudar na assistência ao paciente por meio de competência desenvolvida no preceptor, com eixos que devem ser desenvolvidos com alunos nas questões de habilidades, competências e atitudes”, finaliza.

O curso “Capacitação Docente: Atualização e Fundamentos Didáticos e Pedagógicos” teve início no dia 16 de abril, com encontros sempre realizados às segundas-feiras. Informações sobre a graduação de Medicina da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

Clique para ampliar

Últimas notícias:

Busca

Assessoria de imprensa
assimprensa@uniara.com.br
16 3301 7142
Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /