Ageuniara

Peça teatral retrata sofrimentos do período nazista

Por: BRUNA CRISTINA BORTOLOTI ALVES

14/10/2015

Contar a história de sofrimento de todo um povo através de alguns gestos e falas não é uma tarefa fácil, mas a Companhia de Teatro In Corporar, de Araraquara (SP), assumiu esse desafio com a peça "Xeque Mate: no Subterrâneo Humano". Sob direção de Carlos Fonseca, a trama representa as formas de opressão, medo e desespero do povo judeu levado aos campos de extermínio.

A peça, que conta com a atuação de Elen Souto e Rafaella Berto Pucca, é uma adaptação livre da obra "É isto um homem?", do italiano Primo Levi, tratando sobre o massacre dos judeus deportados para o campo de extermínio de Auschwitz, na Polônia. Segundo Elen, o intuito principal da apresentação é conscientizar, pois "Auschwitz se encerrou há 70 anos, mas horrores e mais horrores continuam acontecendo diariamente em todas as partes do mundo", afirma. 

O cenário do teatro chama atenção de seus espectadores, pois é planejado de maneira muito diferente do comum. Em um grande tabuleiro de xadrez, Elen e Rafaella manipulam pequenas peças do jogo, que representam tanto soldados nazistas quanto judeus, enquanto vídeos sobre o período são exibidos em telas. A ideia, segundo Elen, surgiu com a leitura do texto. "Percebemos que os judeus, além de serem somente um número para eles, eram simplesmente tratados como peças (...) Além de narrar, tentamos vivenciar alguns dos acontecimentos. São sensações e sentimentos inexplicáveis", acrescenta ela.

Com uma temática que ainda choca e emociona tantas pessoas, a atriz diz que o processo de ensaios foi bastante intenso, e que já chegaram a se emocionar tanto nos bastidores quanto em cena. "Foi um processo um tanto doído (...) Para o desenvolvimento dos papéis, acredito que tanto eu quanto a Rafaella focamos em algo que temos em comum: somos mães. Sentimos uma dor profunda ao imaginar como seria se perdêssemos nossas filhas daquela forma! Se tivéssemos que prepará-las para a morte", diz Elen. Ela ainda afirma que, na apresentação já realizada em setembro, o público pôde compartilhar desse sentimento, atingindo o objetivo da peça  e provocando o emocional.

A trama terá uma próxima apresentação em novembro, ainda sem data marcada, em Araraquara (SP), no Teatro Wallace Leal Valentin Rodrigues, localizado na Avenida Espanha, 485, Centro. Para não perder o dia, vale ficar de olho na página da Prefeitura no Facebook. Os ingressos são normalmente vendidos 1 hora antes do início do espetáculo e custam R$5,00.

Publicada em 14/10/2015 às 20h36.


 

 



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/