mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

São Carlos espera vacinar no mínimo 80% de meninas na campanha contra o HPV

Por: LUÃ NOVAES VIEGAS

02/04/2014

No dia 10 de março, iniciou-se a campanha de vacinação contra o papilomavírus humano (HPV) em todo estado de São Paulo.A ação é realizada pelo Ministério da Saúde (MS) e o objetivo é imunizar meninas na faixa etária de 11 a 13 anos.

A vacina está sendo disponibilizada nas escolas públicas e particulares, e Unidades Básicas de Saúde (UBS), no momento, só para a faixa etária determinada pelo Ministério da Saúde.

Segundo a Coordenadora da campanha em São Carlos(SP), Márcia Pallone, a campanha que se iniciou no dia 10 de março, tem duração de um mês, se encerrando, portanto, no dia 10 de abril. Ainda segundo Márcia, a campanha visa atingir no mínimo 80% das 4.846 meninas na faixa de 11 a 13 anos que residem no município.

De acordo com o médico ginecologista, doutor Gilberto Romani, os estudos mostram a importância da vacinação contra o papilomavírus humano em mulheres dos 9 aos 26 anos de idade, sendo que o ideal seria realizá-la antes da primeira relação sexual, entretanto, mesmo nas mulheres que já iniciaram sua vida sexual existe eficácia. " A orientação é que a mesma seja realizada no total de três doses, conforme o Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde do Brasil. O esquema vacinal fornecido será o esquema estendido (0, 6 e 60 meses), ou seja, a segunda dose será aplicada após 6 meses da primeira e a terceira será aplicada após cinco anos da primeira dose", explica-se o médico.

Conforme o doutor Romani, destaca-se a importância da vacinação nessa faixa etária, para proporcionar anticorpos e ser capaz de inativar o HPV, quando ocorrer o contato com o mesmo. "É importante enfatizar que dependendo do tipo do HPV que leva a infecção, em presença de outros cofatores poderá iniciar-se o processo de neoplasia cervical (que dependendo do grau, precede o câncer do colo de útero), sendo que na mulher esse é o segundo tipo de câncer que mais resulta em morte no Brasil, atrás apenas do câncer de mama", completa o médico.

O exame de rastreamento do câncer do colo do útero (Papanicolaou) pode detectar alterações precoces no colo do útero, e deve ser feito rotineiramente por todas as mulheres, mesmo após a vacinação.

As verrugas nos órgãos genitais femininos e masculinos são os sintomas mais comuns da doença, portanto, a vacina além de imunizar meninas, também previne os meninos, que apesar de a doença não ser tão danosa ao sexo masculino, com a vacinação a propagação da doença deverá diminuir bastante nos próximos anos.

Porém, segundo o médico, é extremamente importante o uso de preservativo nas relações sexuais visando à prevenção das DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis).



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/