Ageuniara

Música jamaicana ganha espaço nos palcos do SESC Araraquara

Por: MURILO HENRIQUE JACINTHO

13/09/2011

A música jamaicana contemporânea se tornou destaque nos palcos do SESC Araraquara nas últimas semanas. Com o tema “Da ilha ao Continente” o Festival Jamaica Jam, fez menção à popularização de ritmos como o ska, roots, dancehall, dub, entre outras diversas vertentes da música jamaicana.

A programação do festival foi de 2 a 11 de setembro, contemplando artistas nacionais e internacionais, como é o caso da jamaicana conhecida dama do ska, Doreen Shafer, que se uniu no palco com a banda brasileira Leões de Israel para abrir o festival.

Segundo Pedro Neves, apresentador do programa Jamaica Paulista, da Rádio Uniara FM, e também participante do evento Jamaica Jam, a apresentação que abriu o festival no dia 2 foi em tom de celebração em um grande encontro. “Sem dúvida o encontro de Doreen Shafer e Leões de Israel foi um grande feito, pois Leões de Israel é uma das bandas mais tradicionais de reggae do Brasil e também adotaram a forma de se tornarem banda de apoio para artistas que vem do exterior para tocar no Brasil”, afirma.

“A Doreen foi vocalista do grupo Skatalites, uma banda jamaicana dos anos 60 que influenciou grandes músicos do reggae, dessa forma não poderia ser melhor o encontro”, complementa.

A programação do evento seguiu no dia 4 com a apresentação do grupo Front Line Reggae Band, que explorou as núancias do reggae e fez releituras de grandes artistas do gênero. Neves comentou um pouco sobre a banda, já que ele faz parte dela. “O grupo tem integrantes de Araraquara, São Carlos e Ribeirão Preto e toca músicas que vão desde os anos 60 do reggae até os dias atuais, a banda não tem vocalista fixo e, a cada show, um vocalista diferente participa conosco. No caso do Jamaica Jam o vocalista que participou conosco foi nosso amigo de São Carlos, Fred Gomes”, explica.

Neves também lembra que nos dias 9, 10 e 11 o festival continuou com grandes apresentações. “No dia 9 tivemos Victor Rice, produtor de dub com o seu projeto Strykkly Vikkly, no dia 10 tivemos a presença do grupo Mato Seco que trouxe uma levada mais roots pro festival e no dia 11 tivemos a dupla Peixoto e Machado que une ritmos jamaicanos como o rocksteady e o ska. Lembrando que todas as apresentações foram em alto nível”, finaliza.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/