mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

População de morcegos causa alerta em São Carlos

Por: RENATA CRISTINA BERTOLDI

27/05/2009

A Divisão de Controle de Zoonoses,da prefeitura de São Carlos(SP),pede a colaboração da população para que entre em contato com a Vigilância Epidemiológica (VIGEP) sempre que encontrar um morcego, durante o dia, sobrevoando residências ou no chão. O alerta leva em consideração o aumento da população de morcegos encontrados na cidade e de casos registrados de raiva na região.

O agente causador da raiva pode infectar qualquer animal de sangue quente, porém só irá desencadear a doença em mamíferos como,por exemplo, cachorros, gatos e no homem.O morcego é o principal transmissor de raiva entre animais.

As pessoas atingidas diretamente ou que tenham sido contagiadas por outros animais necessitam de tratamento específico, a soro-vacinação, importante para minimizar a ocorrência da raiva humana.

“Quando for encontrado um morcego no chão durante o dia, é sinal de que este animal está fora de seu habitat normal”, explica Guilherme Marrara, veterinário e chefe da Divisão do Controle de Zoonoses de São Carlos.“O importante é não ter contato direto com o animal e colocar um balde ou um pano molhado em cima dele. Depois disso, entre em contato com a VIGEP para que uma equipe possa retirá-lo do local”, orienta Marrara.

De acordo com o Instituto Pasteur, o registro de morcegos com o vírus da raiva aumentou 44% em um ano no Estado de São Paulo. De janeiro a abril foram 42 casos em 2009 contra 29 no mesmo período de 2008. Em média, de cada cem morcegos capturados no Estado, um tem o vírus da raiva.

Mararra explica ainda que, mesmo com o aumento da população, os morcegos são altamente benéficos à natureza. Portanto, qualquer caso de agressão contra eles deve ser registrado e comunicado às autoridades públicas. “Qualquer ato contra estes animais em seu habitat é considerado crime federal. Por ser animal silvestre é protegido por lei”, conclui Marrara.

As pessoas que encontrarem algum animal devem entrar em contato com a VIGEP pelo telefone (16)3307-7405.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/