202009280904

mostrar mensagem ]

AVISO DE PRIVACIDADE

A proteção dos seus dados pessoais é importante para nós. Adotamos as melhores técnicas para deixar esse site seguro. Estamos atualizando nossa política de privacidade e termos de uso do site. Em breve, ela estará aqui para você saber o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações.

ocultar ]

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Prefeitura cede espaço para ambulantes no período de Natal

Por: ITAICI JOSÉ BRUNETTI PEREZ

17/11/2005

A prefeitura de Araraquara(SP) conseguiu achar uma solução para facilitar a circulação entre as pessoas no comércio da cidade, e ao mesmo tempo não excluir os ambulantes deste comércio natalino.

Os ambulantes, que no início deveriam se estabilizar na Rua São Bento, conhecida pelos cidadãos como Rua 2, terão seu lugar nas Avenidas que cruzam a Rua 2, indo da Avenida Portugal até a José Bonifácio.

Essa decisão foi tomada no dia 3 de novembro por meio das Coordenadorias Executivas de Economia Social e Solidária e Comércio, Turismo e Prestação de Serviço, junto com a associação dos ambulantes.

Como o comércio de ambulantes será proibido na Rua 2, o coordenador de Economia Socilidária, Laerte Fedrigo e o coordenador do Comércio e Turismo, João Carlos Missurino, saíram a campo, junto com Antônio Pereira da Silva, que representa a Associação dos Ambulantes, para observar a realidade das avenidas que cruzam a Rua 2.

“Não será permitido o comércio na Rua 2 devido ao grande número de pessoas que circulam pelo Bulevar, mas não podemos obstruir o direito de ir e vir das pessoas, e ao mesmo tempo temos que criar condições para garantir o trabalho dos ambulantes”, disse Fedrigo.

Todas as esquinas dessas avenidas foram mapeadas para um estudo de quantas vagas poderão ser disponibilizadas.

Os pontos observados na esquina referiram-se a: estacionamentos, Área Azul, ponto de ônibus, rampas para portadores de necessidades especiais. >p>Os pontos comerciais também foram mapeados a fim de não haver conflito entre comerciantes e ambulantes com o mesmo produto à venda.

Carlos Alberto Tebergue, gerente e lojista da Jotex, que situa se na Avenida Feijó, diz que mesmo a idéia sendo nova, ela acaba atrapalhando as demais lojas do centro comercial, e chegando até a diminuir as vendas das mesmas.

“Acaba havendo uma competitividade, principalmente porque alguns dos produtos dos ambulantes são compatíveis com os das lojas maiores, e esses produtos são pirata. E na atual situação financeira que se encontra, o público acaba sendo a favor do comércio desses ambulantes no período natalino” complementa Tebergue.

Ana Lúcia Gomes, ambulante que comercializa produtos como pulseiras e óculos, argumenta: “Acho uma ótima idéia da prefeitura este projeto, eles nos deram a oportunidade de trabalharmos, mas neste final de ano, até uma porcentagem de emprego irá gerar, pois meus filhos trabalharão junto comigo",diz. >p>Ela duvida que os ambulantes irão atrapalhar as grandes lojas, que já tem seus fregueses assegurados. "O comércio está nos olhando como se fossemos vilões e não trabalhadores” diz Ana Lúcia.

Tomas de Freitas, aposentado e residente do centro da cidade, comenta que a liberação para os ambulantes ocuparem as avenidas centrais foi uma iniciativa desnecessária, porque de qualquer forma,as barracas dos ambulantes atrapalham e poluem as ruas da cidade."N o final a prefeitura verá que foi um erro”, alerta.

O comércio entre as Avenidas das Ruas 3 e 4 também está sendo analisado pela prefeitura.

PAUTA Repórter: Itaici José Brunetti Perez Retranca: Ambulantes ocuparão avenida no período de natal Dados conhecidos: Este ano não será permitido o comércio de ambulantes na rua 02 devido ao grande número de pessoas que circulam pelo Bulevar. Por enquanto ficou estabelecido que o comércio deverá ser realizado nas avenidas que cruzam a rua 02, indo da avenida Portugal até a José Bonifácio. O prefeito Edinho Silva deve assinar uma portaria, nos próximos dias, regulamentando o comércio dos ambulantes no período natalino. Abordagem: Relatar os prós e os contras dessa abertura no comércio dada aos ambulantes.Verificar a opinião dos lojistas sobre os ambulantes já que muitos venderão praticamente os mesmos produtos das lojas, como é o caso de lanchonetes. A opinião das pessoas (público consumidor) e dos próprios ambulantes também deve ser abordada. Fazer uma comparação, se o comércio perderá vendas com a atuação dos ambulantes, ou se não haverá problema entre eles, sendo que nas avenidas do centro da cidade onde foi cedido aos ambulantes também residem lojas comerciais. Fonte: Ambulantes, comerciantes, público consumidor e Coordenadoria Executiva de Economia Social e Solidária e Comércio, Turismo e Prestação de Serviço,

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/