mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Embrapa divulga novas tecnologias

Por: MARIA LUIZA PAIVA SANTOS

17/11/2005

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) de São Carlos(SP) apresentou novas tecnologias, no ramo agropecuário, durante a segunda edição da Feira de Pecuária, Avicultura, Pesquisa e Tecnologia de São Carlos (Feipecus), que aconteceu em outubro.

Entre as inovações tecnológicas destacam-se o detector de prenhez em bovinos e eqüinos por ultra-som, o medidor de espessura de toucinho por ultra-som, a língua eletrônica, o equipamento de ressonância magnética para medição de teor de óleo em grãos e um sistema para rastreamento de gado através de um chip usado como brinco no animal.

Elomir Jesus, da Embrapa Instrumentação Agropecuária, explica os novos projetos, destacando a língua eletrônica. Ele informa que a língua eletrônica é um sensor gustativo dez mil vezes mais sensível que o paladar humano.

A aplicação desta tecnologia está voltada principalmente para a indústria de bebidas, identificando padrões como amargo, doce, salgado e azedo, de vinhos, leites, café e água, através de princípios inovadores como os polímeros condutores, que são “plásticos especiais que conduzem eletricidade e que são sensíveis às substâncias determinantes do paladar”, acrescenta.

“Esse aparelho é de ultima geração e nenhum país, além do Brasil, conseguiu desenvolvê-lo. “É uma forma rápida e simples de analisar alimentos, detectando a presença de substâncias contaminantes”, explica ele.

A Embrapa conta também com três aparelhos de ultra-som. Dois destes aparelhos são capazes de detectar prenhez através de um sistema conhecido como Doppler, um para bovinos e eqüinos (DPGA-90) e outro para cabras e ovelhas (DPPR 80). O terceiro aparelho de ultra-som é um medidor de espessura de toucinho.

O sistema Doppler consiste em identificar um pulso embrionário através da transmissão de ondas de ultra-som. Esse sistema permite diagnosticar a prenhez recente nos animais, permitindo, assim, a alimentação e o tratamento adequado a esses animais.

O aparelho para medição de toucinho é um instrumento de fácil manuseio, não invasivo e rápido. Esse sistema é digital e os dados sobre a espessura do toucinho são indispensáveis para o programa de seleção e melhoramento genético.

Ele explica também o funcionamento do Espectrômetro de Ressonância Magnética Nuclear. “Esse é um equipamento que mede o teor de óleo em sementes de plantas oleaginosas. Desta forma é feita uma seleção genética da semente, para depois ser feito o plantio das sementes que tiverem a maior quantidade de óleo”, diz.

No método convencional usado atualmente, a semente é esmagada e centrifugada para medir o teor de óleo, sendo desta forma destruída. "O plantio é feito com uma semente semelhante, correndo o risco desta nova planta não ter a quantidade esperada de óleo”, explica Jesus.

A Embrapa Pecuária Sudeste, também localizada em Sâo Carlos, apresentou uma nova tecnologia, juntamente com a empresa Animall Tag, no ramo de rastreabilidade de gados, ovinos, suínos, caprinos e avestruzes.

É colocado no animal um chip acoplável a qualquer modelo de brinco, contendo todas as informações desde o nascimento do animal. “O bezerro quando nasce recebe um número e é cadastrado juntamente com algumas informações, como peso e raça. No decorrer do desenvolvimento do animal, outras informações também são cadastradas, como as vacinações”, explica Sonise Medeiros da Embrapa Pecuária Sudeste.

A Embrapa ainda não utiliza esse tipo de tecnologia, mas está em processo de parceria com outras empresas para, em breve, estar implantando esse projeto de forma integrada com o ministério.

“Quando o animal passar por uma barreira sanitária, esses dados estarão tão integrados que todas as informações sobre ele serão de fácil acesso” explica Sonise.

Existem também os projetos que pertencem à Rede Brasil de Tecnologia (RBT). “Projetos de várias unidades da Embrapa, em nível nacional, foram expostos no estande em forma de cartaz, pois ainda não existem protótipos, porém já existem parcerias com a iniciativa privada para a sua produção”, diz Jesus.

A RBT é um programa ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia e tem nove de seus 22 projetos associados à Embrapa de São Carlos.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/