Ageuniara

Ultra-som é novo aliado no tratamento de feridas em diabéticos

Por: CHARLENE CRISTINA HERNANDES

30/05/2005

Um ultra-som de baixa intensidade pode ser um novo aliado no tratamento de feridas em diabéticos. O aparelho acelera a cicatrização de ferimentos e vem sendo testado em animais pela pesquisadora Jusciléa Barbosa, que defendeu dissertação de mestrado sobre o assunto junto à Escola de Engenharia de São Carlos (USP).

O ultra-som é uma energia mecânica de baixa intensidade e alta freqüência que se propaga como uma onda de pressão, causando agitação nas moléculas no local onde for aplicado, diz a pesquisadora. Jusciléa ressalta que o limiar de intensidade é importante, para que não ocorra lesão no tecido biológico.

"A grande novidade está na interação com vários tecidos biológicos, proporcionando a cicatrização de úlceras de pele e remodelamento de fraturas ósseas em tempo mais curto”, explica Jusciléa. O ultra-som apresenta a capacidade de consolidar ossos fraturados de portadores de diabetes tipo I, como pôde verificar nos testes que vem realizando.

Segundo a pesquisadora, é necessário mais pesquisas especificas sobre o assunto, mas os conhecimentos adquiridos até o momento já são suficientes para assegurar os benefícios dessa tecnologia no tratamento de fraturas desta patologia.

As pesquisas vem sendo feitas em ratos de laboratório, induzidos a tornarem-se portadores de diabetes tipo I. A maior dificuldade encontrada pela pesquisadora foi manter os animais diabéticos no tubo de contenção para aplicar o ultra-som. "Os animais não paravam quietos, perdíamos muito tempo preparando-os”, diz Jusciléa.

"Os investimentos foram altos, porque utilizamos drogas especificas, já em relação ao ultra-som, a pesquisa foi realizada sem custos adicionais”, informa a pesquisadora a respeito dos custos da pesquisa. Ainda não há previsão da disposição da técnica para os diabéticos, mas a pesquisadora diz estar confiante. "Mais pesquisas precisam ser realizadas, mas acredito que não deverá levar muito tempo para que os diabéticos possam utilizar essa nova tecnologia ”.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/