Ageuniara

Jovens são novidade na Câmara Municipal de Novo Horizonte

Por: ANA PAULA ROSA

29/10/2004

Com o resultado das eleições para prefeito e vereadores ocorrido em Novo Horizonte (SP), foi verificado, uma mudança significativa na composição da Câmara Municipal para 2005.Apenas dois dos vários candidatos que tentaram a reeleição, conseguiram alcançar este objetivo. A maioria dos eleitos são jovens.

A mudança ocorreu devido à nova resolução do Supremo Tribunal Federal (STF),na qual, diminuiu seis vagas das quinze oferecidas na eleição anterior, totalizando, para 2004, um número de nove vagas.

Assim, foi impedido que outros seis candidatos, com pequena diferença em relação aos nove primeiros, garantissem também uma cadeira.

Novo Horizonte, que conta com 24.524 eleitores, dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), se enquadra, nas cidades que oferecem 9 cadeiras para até 47.619 habitantes.

De acordo com dados anteriores do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), estes prováveis candidatos que ficaram de fora, em sua maioria, mantiveram o mesmo número de seu eleitorado em relação à eleição anterior.

Como exemplo, pode ser citado “Chebinha” (PMDB) que, em 2000, obteve 364 votos (1,87%), o que lhe garantiu a décima das 15 vagas oferecidas, naquele ano e, em 2004, diminuiu este total em apenas um voto, chegando a 363 votos (1,97%) ocupando o 17° lugar.

Outra mudança verificada com a saída dos antigos vereadores, aconteceu em relação à faixa etária dos novos.Dos nove eleitos, cinco estão entre 21 e 29 anos.

"Haverá uma mudança radical com pessoas jovens com muita vontade de ajudar o município", comenta Nelson Luiz, vereador reeleito.

De acordo com a análise de Leandro Lança (PSL), ele e os outros candidatos se elegeram pois conseguiram concentrar setores da população de acordo com a proposta e o histórico pessoal de cada um.

Para exemplificar, Fabiano Belentani (PL), 28 anos, advogado e proprietário de uma companhia de rodeio, concentrou seus votos em pensionistas e demais jovens ligados à tradição da festa do peão local.

O engajamento religioso, foi outro ponto que fez diferença na disputa. Jairo Ferraz (PPS), 29 anos, ex-seminarista e funcionário do SOS, representou a classe católica, enquanto que Leandro Lança (PSL), 21 anos, estudante de Direito, foi apoiado pelos evangélicos das várias congregações locais.

"É mais fácil cobrar de quem está próximo do que alguém de fora. Isto mostra que a população está se organizando", comenta Lança.

Em contrapartida, Nelson Luiz lamenta a perda da cadeira de Francisco Ovídio (PMDB). "A população acerta em alguns casos, mas erra em outros. O Chico,por exemplo, foi o melhor vereador com capacidade técnica da Câmara. Foi uma pena. Ele mesmo não deu a transparência necessária de sua capacidade para o eleitor",completa.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/