Notícias

Dia Mundial dos Animais é comemorado nesta quarta-feira, dia 4

Publicado em: 03/10/2017

Nesta quarta-feira, dia 4 de outubro, é comemorado o Dia Mundial dos Animais. Em celebração à data, professores do curso de Medicina Veterinária da Universidade de Araraquara – Uniara irão orientar seus alunos sobre a responsabilidade do profissional em relação ao bem-estar dos animais que, segundo a coordenadora da graduação, Carolina Togneri de Souza, cada vez mais fazem parte da família.

“A conscientização, para quem adota um animal, precisa ser grande. O médico veterinário é responsável por parte disso, mas ela também é social, pois, quando se adota um, é preciso visionar, além da saúde fisiológica – boa alimentação, vacinas -, o conforto do animal, dar carinho, oferecer espaço para correr, passeios e banho, por exemplo. É preciso ter consciência de que não basta oferecer comida e tratamento médico, mas dar carinho e ter responsabilidade”, ressalta a docente.

Como dica para quem quer adotar um bicho de estimação, ela sugere analisar o espaço estrutural da residência. “Partindo desse ponto, é importante verificar as necessidades básicas do futuro pet: se é de pequeno porte, qual o tipo de alimento, se é idoso ou jovem, que tipo de vacina deve ser aplicada quando necessário, se mora em apartamento, por exemplo, seria bom que o pet não fizesse tantas fezes e, assim, qual o tipo de alimentação ideal? É necessário avaliar tudo isso para ver se as condições serão oferecidas adequadamente”, explica.

Carolina lembra que os silvestres ‘adentraram’ no hall de animais de estimação, como periquitos, maritacas, jabutis, serpentes etc. “É importante que sejam registrados e credenciados pelos órgãos competentes, como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA ou a Polícia Ambiental”, diz.

Já para quem pretende seguir na carreira de veterinário, a professora menciona que o novo perfil do profissional não é somente composto por pessoas que têm um amor incondicional pelos animais. “A questão abrange saúde pública e outras partes relacionadas ao conforto junto aos seus proprietários, o que envolve uma série de questões psicológicas, de convivência, estruturais, laboratoriais etc. Da mesma forma, quem tem perfil para cursar Medicina Veterinária não deve ver somente o lado clínico. Há uma questão emocional muito grande envolvida no tratamento dos animais, e em relação aos seus proprietários”, observa.

Dentro da profissão, o maior desafio considerado pela coordenadora é o de vencer a barreira da internet. “Muitas vezes, ela atrapalha o tratamento de um animal justamente porque seus proprietários veem alguma sintomatologia, comparam-na com informações muitas vezes errôneas e inserem tratamentos inadequados. O médico veterinário tem o desafio de mostrar a importância de seu trabalho e do estudo que envolve a carreira, muito mais profundos e específicos do que a internet pode oferecer”, enfatiza.

Informações sobre o curso de Medicina Veterinária da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.



Últimas notícias:

Busca

Assessoria de imprensa
assimprensa@uniara.com.br
16 3301 7142
Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /