Ageuniara

Dançaterapia proporciona equilíbrio e autoconhecimento

Por: ISABELA CRISTINA MARQUES LUIZ

21/09/2016

A dançaterapia é um método criado pela bailarina Argentina coreógrafa Maria Fox e que envolve um trabalho voltado para o aqui, o agora, e que mexe com as emoções, numa área de profundo conhecimento e de convivência. Ainda pouco conhecida, a dançaterapia é um trabalho  que precisa ser despertado em cada um, pois envolve áreas como a Psicologia e Filosofia, por exemplo.

“ O meu trabalho com a dançaterapia tem como base o método da Maria Fox, sou  formada por ela, fiz curso em São Paulo e pude passar  um determinado tempo com ela. Eu trabalho com alguns métodos dela, mas fiz um aprofundamento a mais, achei necessário para dar consistência no meu trabalho. Então, lanço meus conhecimentos na Psicologia, na Filosofia especialmente a do Nietzche que é alguém que vê o corpo como um fio condutor da vida”,  relata a psicóloga e professora de dançaterapia, em Araraquara (SP), Adriana Tubero

De acordo com ela, alguns de seus alunos procuraram a dançaterapia por estarem em um estado profundo de depressão e, através da dança, conseguiram se equilibrar sem o uso de medicamentos. "De certa maneira pode-se dizer que a dançaterapia colabora e ajuda as pessoas a saírem da depressão", afirma Adriana.

Segudo ela, não existe uma idade específica para participar, podendo-se começar desde criança até quando idoso, pois é uma atividade que se faz de maneira espontânea e leve. "Cada um faz respeitando seus limites é um trabalho tranquilo de se fazer", completa.

“A dançaterapia dá muita força para gente, se você está caída consegue se levantar. Aqui dentro da sala você esquece dos problemas lá fora. A gente cria mais coragem, se estiver entrando em uma depressão com ela você consegue reagir”, relata a aluna de dançaterapia Maria Ester Rossi

Outra aluna, Ivone de Oliveira Machione, afirma que: “Eu renasci com a dançaterapia, estava desanimada de tudo e a professora Adriana me reergueu. Hoje sou uma nova pessoa, encaro a vida de uma forma diferente e estou feliz e enquanto eu puder vou permanecer na dança, pois foi ela que me tirou da depressão. A dança interfere na emoção, faz com que você consiga controlá-la ” observa. 

Já, para outra praticante, Adelina Palma Bertochi, a dançaterapia mudou sua vida. " Hoje vejo a vida com outros olhos, eu quase nem conversava com ninguém, tinha acabado de sair de um câncer de mama. Eu me sentia uma vítima, uma coitada, e quando comecei a participar da dança foi muito bom”,finaliza.

A psicóloga Adriana diz que trabalha com as vivências que são as aulas durante a semana e os cursos de capacitação que acontecem a cada dois meses no Espaço Vívere, que se encontra na Rua José Marques Pinheiro Filho, número 601, na Vila Harmonia, em Araraquara. Mais informações pode ser obtidas pelo telefone (016) 3331-4674.  As aulas que podem ser experimentadas acontecem às segundas-feiras das 17h ás 18h.

Publicada em 21/09/2016 às 20h.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/