202009240518

mostrar mensagem ]

AVISO DE PRIVACIDADE

A proteção dos seus dados pessoais é importante para nós. Adotamos as melhores técnicas para deixar esse site seguro. Estamos atualizando nossa política de privacidade e termos de uso do site. Em breve, ela estará aqui para você saber o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações.

ocultar ]

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Nutricionista destaca que é preciso fazer a escolha certa dos alimentos

Por: GESIELE ABREU DE LIMA

14/08/2016

Hoje muitas pessoas fazem aquela pausa para comer em uma padaria ou até mesmo em uma lanchonete por ser mais rápido ou para economizar dinheiro, porém não se dão conta do risco que estão correndo ao trocar uma refeição por um lanche.

Grande parte das pessoas acabam não dando a devida importância à alimentação saudável, lembrando-se do assunto apenas quando surge algum tipo de doença ou quando são obrigadas a fazer uma dieta mais específica e muitas vezes restrita.

Pular refeições, consumir alimentos ricos em gorduras e industrializados e outras atitudes desse tipo acabam prejudicando seriamente a saúde da maioria das pessoas e elas não percebem que aquele lanchinho rápido pode fazer um grande mal à saúde.

A estudante Thalita Matias, 19, de Araraquara (SP) relata que para ela era normal comer fora de casa. Esse hábito começou quando fazia o ensino médio, e no Colégio, onde estudava, tinha uma cantina que vendia as coisas que, em suas palavras, eram difíceis dizer não como: doces e salgados, esperando para serem consumidos.  

Ela lembra que nem se dava conta do que estava comendo. Sempre fazia lanchinhos rápidos na rua, comia salgados fritos em padarias, pastéis, hambúrgueres, pedaços de pizzas, especialmente quando ía para algum lugar, e, muitas vezes, com pressa, acabava por optar em se alimentar dessa forma, ao invés de levar uma fruta ou algum alimento de casa na bolsa. Quando chegava em casa, ficava sem fome para uma refeição mais saudável e completa.

Tudo só foi mudar depois que ficou acima do peso e precisou reduzir algumas coisas e cortar outras de seu cardápio e por causa de uma má alimentação, teve sérios problemas de saúde. Hoje, Thalita já não troca alimentos saudáveis por lanchinhos rápidos e está muito melhor assim. 

A nutricionista Gabriela Melo, de Araraquara, afirma que a escolha certa dos alimentos faz toda diferença para a saúde das pessoas, ou seja, uma alimentação saudável e uma alimentação rica em frutas e verduras. " Hoje em dia temos muita coisa industrializada, que faz muito mal a saúde. Os alimentos que a maioria das pessoas consome são ricos em corantes, sódio e conservantes, devemos evitar ao máximo fritura e refrigerantes, consumir no máximo uma vez na semana. Não podemos nos deixar enganar com produtos que se dizem sem açúcar que na verdade estão cheios dele, basta ler os ingredientes, só estão com nomes diferentes", revela.  

De acordo com a nutricionista, para quem esta começando uma reeducação alimentar a pouco tempo deve ter muita atenção. “Primeira coisa que devemos ter em mente é que quanto mais produto diet, light, zero, ou seja, quanto mais industrializados você tiver na sua dieta maior vai ser a resistência para emagrecer e maior vai ser a sua fome. Sim, eles ainda aumentarão sua vontade de comer, pois além de serem cheios de adoçantes, que podem estimular a vontade por carboidratos eles acabam não tendo gordura que ajuda muito a dar saciedade e, como resultado, a pessoa ficará com vontade de comer pães, massas, doces”, explica.

O ideal, segundo ela, é conversar com uma nutricionista e não fazer dietas radicais sozinho. 

Publicada em 17/08/2016 às 19h15. 



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/