Ageuniara

Agricultura e seus valores tradicionais da cultura caipira brasileira

Por: JULIANE APARECIDA MIRANDA

16/09/2015

Valores tradicionais da cultura caipira brasileira relacionados à agricultura: essa foi a mensagem que a dupla de irmãos, Dom e Ravel, compuseram, agradecendo ao homem do campo por tudo o que tinham, que possuíam, comiam e, acima de tudo, o que eram. 

"O leite, o café e o pão, a carne, o arroz e o feijão, os legumes, verduras e frutas, a madeira da construção, os couros e os fios das roupas que agasalham a nossa nação." A agricultura brasileira iniciou-se na região nordestina no século XVI e, desde então, tornou-se uma das principais bases econômicas do país. Ela começou com a produção açucareira, desenvolvida pelos portugueses, em seguida o cultivo do café foi desenvolvido,   até que nosso país se tornasse um dos maiores exportadores de grãos. O Brasil, a partir do Estado Novo, tornou-se o celeiro do mundo, e isso aconteceu pelo seu grande potencial agrícola que é formado pela sua diversidade climática, hidrográfica e territorial, sendo apresentado  ao mundo inteiro, desde então.

"O boiadeiro e o lavrador, o patrão que dirige a fazenda, o irmão que dirige o trator, o estudante e o professor, a quem fecunda o solo cansado, recuperando o antigo valor." No inicio da agricultura, a produção e cultivo eram feitos manualmente com a mão de obra escrava e tinha como único objetivo a exportação. Com o passar dos tempos, houve um grande desenvolvimento na área, mudando o cenário agrícola brasileiro, passando de agricultura de plantation para mecanizada e iniciando, assim, o desenvolvimento e incentivo ao agronegócio brasileiro.

“Obrigado ao homem do campo, pela semeadura do chão, e pela conservação do folclore... empunhando a viola na mão.” Em 1968, o agricultor Genézio Tolari deu início a essa tradição: ele a transmitiu e ensinou a sua família inteira os valores e princípios do homem do campo, que foram levados adiante e são, por sua família, conservados e mantidos até hoje.

O agricultor começou apenas com um sítio, cultivando café e laranja, para consumo próprio e venda local e, com o passar dos anos, foi investindo ainda mais no agronegócio, o que lhe rendeu ao longo dos anos, várias propriedades e fez dele um grande produtor. Atualmente produz laranja, e vende na região de Tabatinga (SP), e também para a Cutrale e Citrosuco, e além da laranja, produz amendoim e milho, além de manter a criação de gado. Em relação ao meio ambiente o agricultor mostra que preservar é o essencial para um bom negócio; ele faz a preservação das nascentes e rios que se encontram em suas propriedades. E como dizia a letra, “Deus abençoe os braços suados que fazem o cultivo do chão.”, Genézio Tolari foi recompensado, um entre tantos outros agricultores que valorizam nossas terras, nossa cultura caipira, e fazem com que o agronegócio brasileiro seja o celeiro do mundo.

Apesar desses casos de sucesso em agronegócio e de o Brasil ter todas as vantagens de diversidade climática, hidrográfica e territorial, nos dias atuais, o país apresenta vários problemas que desfavorecem sua agricultura. Um exemplo está relacionado com o transporte que, apesar de importante, não possui tanta qualidade, devido à precariedade do sistema de transporte rodoviário. Além disso, há também a reforma agrária, uma luta constante que o país enfrenta pela distribuição de terra; as queimadas; além da viabilidade econômica, o incentivo e subsídio que o governo brasileiro não oferece aos agricultores.

Importante ressaltar que esses fatores tendem a ser mudados, o que está acontecendo por meio do incentivo ao agronegócio, algo que a ABAG(Associação Brasileira do Agronegócio), por exemplo, faz. O Brasil produz cana, laranja, trigo, café, milho, soja, batata, arroz, feijão, e muitos outros produtos e, apesar de todos os problemas enfrentados, é um grande produtor, que cultiva para o próprio consumo e para exportação, e ainda possui cerca de cento e seis milhões de hectares de áreas férteis para expandir mais o território e sua produtividade agrícola. Esse é o potencial que está diretamente relacionado à cultura agrícola e caipira que o Brasil possui ,como diz a letra de Dom e Ravel.

"Seus atletas, heróis e soldados, que a santa terra já cobriu, que ainda guarda com zelo a raiz, da cultura, da fé, dos costumes, e valores do nosso país.” O tesouro do nosso país, a nossa maior economia, uma de nossas maiores riquezas é, ainda, algo sobre o qual tão pouco sabem as pessoas, talvez seja pelo excesso de individualidade que o ser humano hoje possui. O agronegócio é algo que deve ser  melhorado e, acima de tudo, incentivado, pois tudo o que comemos, vestimos, investimos e somos está diretamente ligado à agronomia. Agradecer também é vital, como diz a composição: “Obrigado ao homem do campo, que deu a vida pelo Brasil.” 

Publicada em 16/9/2015 às 19h49.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/