Ageuniara

Dia dos namorados: histórias de amor verdadeiro

Por: JULIANE APARECIDA MIRANDA

10/06/2015

O mês de junho tem grande destaque no Brasil devido ao Dia dos Namorados, pois é quando os casais celebram sua união. E, além das comemorações, é uma data em que gera uma forte movimentação comercial, sendo esta, depois do Natal e Dia das Mães, a terceira data comemorativa em que mais se vende produtos no país.

Em outros países, comemora-se o Dia dos Namorados no dia 14 de fevereiro. No Brasil, em 1949, João Dória um empresário situado no ramo de publicidade, escolheu a data do dia 12 de junho, por ser uma dia antes da comemoração a Santo Antonio, que é considerado o Santo Casamenteiro e, desde então, essa tradição vem sendo mantida.

"Conheci meu marido em uma festa e, desde então, estamos juntos, há 37 anos. Acredito, que para manter uma boa relação e duradoura tem que haver muito respeito e confiança um no outro", afirma a dona de casa Vera Lucia dos Santos, de Boa Esperança do Sul (SP). Ela completa que mesmo depois de tanto tempo, ainda sente o mesmo amor que existia no ínicio da relação.

A comerciante, Sandra Nunes, de Nova Europa (SP)  afirma ter aumentado as vendas nessa última semana. "O comércio vem enfrentando grandes dificuldades, desde o ínico do ano, devido a essa crise ecônomica. No mês passado, com o Dia das Mães, as vendas aumentaram, e espero aumentar ainda mais com o Dia dos Namorados. É uma das datas em que mais se vende. As pessoas quando amam, gastam muito para presentear a pessoa amada. Espero obter lucros nesse período para melhorar minhas vendas", enfatiza.

Casada há três meses, a professora, Crislaine Teixeira, de Ibitinga(SP), diz que nunca comemorou o Dia dos Namorados, na data certa, devido aos imprevistos diários, pois quando namoravam, ela e o marido, moravam em cidades diferentes e longe, mas afirma que o amor sempre foi o mesmo, desde o ínicio da relação e completa: " Na nossa relação, mesmo depois de casados, só aumentou ainda mais o afeto devido à convivência. É uma relação de dois anos de namoro e três meses de casados, mas pretendo viver com ele para o resto da minha vida, construir nossa família e viver o 'felizes para sempre'. Nos dias atuais é algo raro, mas no meu ponto de vista, não é impossível, basta apenas as duas partes quererem e se esforçarem para que isso, de fato, aconteça e nós estamos dispostos a isso, quero viver para sempre com meu eterno namorado", declara.

Publicada em 10/6/2015 às 20h29.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/