202009191320

mostrar mensagem ]

AVISO DE PRIVACIDADE

A proteção dos seus dados pessoais é importante para nós. Adotamos as melhores técnicas para deixar esse site seguro. Estamos atualizando nossa política de privacidade e termos de uso do site. Em breve, ela estará aqui para você saber o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações.

ocultar ]

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Casa usada como depósito é tratada com descaso e acumula problemas

Por: VITOR TAVARES DOS SANTOS

16/09/2014

Imóvel que já foi depósito de alimentos virou depósito de materiais descartados por um varejão e cria problemas de saúde pública, afetando a vizinhança.

Os moradores do bairro Vila Sedenho vêm sofrendo com um persistente incômodo, pois uma casa que há anos é usada como deposito por um varejão virou foco de uma infestação de caramujos.

Embora a região esteja enfrentando forte crise de estiagem isso não impede que cada vez mais caramujos e uma imensa quantidade de lodo se alastrem pelos cantos do imóvel que é usado como depósito.

Nos últimos raros momentos de chuva os caramujos não só infestaram a casa como também se moveram para residências vizinhas, o que causou ainda mais desconforto. A senhora Madalena Alcirdes relata que o cheiro do lodo criado com a chuva às vezes consegue ser mais insuportável que os próprios caramujos.

A vigilância sanitária já foi acionada mais de uma vez para o local, mas os problemas continuam os mesmos. Contatado para dar informações, a agência informa que o estabelecimento dono do imóvel já foi autuado e sofre multa diária há pelo menos dois anos.

O molusco presente no local é conhecido como caramujo africano e pode chegar a dez centímetros de comprimento e vinte de altura. Como não possui um predador natural, tal caramujo se adapta fácil a qualquer ambiente. No tempo de um ano ele também é capaz de botar 300 mil ovos.

Além de destruir quaisquer tipo de planta para se alimentar, esse animal é transmissor de graves doenças, nenhuma delas registrada no país.

São elas:

- Angiostrongylus costaricensis: responsável pela angiostrongilose abdominal, doença que provoca perfuração intestinal, de sintomas semelhantes aos da apendicite;

- Angiostrongylus cantonensis: responsável pela angiostrongilíase meningoencefálica, de sintomas variáveis, mas muitas vezes fatal. (As informações a respeito dos caramujos foram retiradas do site http://www.brasilescola.com).

Contatada pela reportagem da Ageuniara, ninguém da empresa quis se manifestar sobre o problema apontado pelos vizinhos, tampouco sobre a aplicação de multas pela Prefeitura.

(Publicado em 19/9/14 - 21h15)

 



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/