202009252209

mostrar mensagem ]

AVISO DE PRIVACIDADE

A proteção dos seus dados pessoais é importante para nós. Adotamos as melhores técnicas para deixar esse site seguro. Estamos atualizando nossa política de privacidade e termos de uso do site. Em breve, ela estará aqui para você saber o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações.

ocultar ]

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

ONG de São Carlos promove proteção animal

Por: VIVIANI REGINA MARCHI

17/04/2014

A Organização Não Governamental (ONG) "Cachorro Ajuda", de São Carlos(SP), surgiu através de um grupo de amigos, que gostam e protegem os animais.

Com a intenção de conscientizar a população e região sobre os maus tratos sofridos pelos animais, em sua atuação, pretendem diminuir esses maus tratos e abandono, através de campanhas que chegam aos indivíduos pela propaganda na internet que ajudou muito na divulgação da ONG e também na divulgação boca-boca.

A ONG realiza campanhas para que os animais abandonados encontrem um lar, castração com baixo custo e também para receber diversos tipos de doações que são revertidos para os cuidados dos animais. Atualmente, conta com uma sede própria e como foi inaugurada recentemente e tem a intenção de aumentar a visibilidade da ONG com a população.

A jornalista, Flávia Andréa Rosseler Begotti, 40, também presidente da ONG, afirma que a ideia surgiu por um grupo de amigos, que decidiram não esperar pela atuação das autoridades, na busca de tentar fazer a diferença e ajudar na construção de um mundo melhor para todos.

Segundo Flávia, o compromisso da ONG é amenizar os casos de abandono e maus tratos em animais. Além de tratar e encaminhar animais maus tratados e abandonados para atendimento veterinário (caso necessário) e adoção. "A Cachorro Ajuda realiza campanhas de conscientização e ações na sociedade voltadas para o ser humano”, destaca.

A ONG se mantém quase que 100% por doações e, através de doações de dinheiro, custeiam o tratamento dos animais e a manutenção da ONG; bem como a doação de ração e doação de produtos distribuídos para famílias carentes, abrigos, protetores dos animais, os quais não conseguem arcar sozinhos com os gastos. A ONG também realiza bazar, rifas e todo o dinheiro arrecadado é revertido para os animais.

Para Flávia, desde o final de 2012, até o momento, a ONG ganhou grande visibilidade em sua atuação efetiva em São Carlos.

Retorno

Para ela, é muito satisfatório esse respeito e gratidão da população, pois conhecem melhor o trabalho e ajudam com a causa. "Porém, a população passou a confiar tanto que os procuram por todo do fim, seja na escolha de um veterinário, de uma vacina e, principalmente, para fazerem resgates. (A ONG não faz resgates, já que não possui abrigo para os animais)", explica Flávia.

De acordo com ela, a população passou a ver o Cachorro Ajuda, como “anjos salva-vidas”. "Contudo, esquecem que todos os voluntários possuem suas profissões e atuam na ONG em seu tempo livre",completa.

Há pouco tempo concentraram o trabalho da ONG, em uma sede própria, com o objetivo de a população acompanhar o trabalho dos voluntários, participar mais ativamente das atividades e poderem se tornar voluntários para esta causa. Na sede não abrigam os animais. Toda a estrutura de uma sede própria gera gastos e as doações não aumentariam.

Toda a ajuda da população é bem vinda, desde adquirir um produto da loja, rifas, as pessoas podem se oferecer para Lar Temporário, momento em que o animal está em tratamento, é um curto período, até serem adotados, ações ou doando qualquer quantia para a conta da instituição, (Banco do Brasil ag 0295-x, c/c 64.741-1, CNPJ 14.469.798/0001-20 – Cachorro Ajuda Entidade de Proteção Animal e Ambiental). Toda a ONG é constituída por voluntários.

“Para se tornar um basta ter responsabilidade e compromisso, ter atitude, amar os animais, acima de tudo, e ter concepção que os seres humanos não são superiores a ninguém, os animais dependem de nós, têm sentimentos, não podem ser vistos como inferiores”,finaliza Flávia.

Exemplos que emocionam

Para a engenheira agrônoma, Christiane Colombo, 49, a adoção de cães é um ato de amor. Christiane morava na zona rural em uma região que tinha sempre abandono de animais, um ato de desrespeito com os próprios, ela mesma os pegava e cuidava. Alguns, depois de tratados, eram doados para pessoas que tinha a certeza que seria uma adoção responsável e ela mesma também já ficou com alguns.

A engenheira acredita que o trabalho das ONGs que atuam na proteção dos animais é importante, transmitem amor e respeito aos animais, e tentam conscientizar a população sendo um caminho lento, mas gratificante.

A advogada, Taila Soares, 27, adotou seu cão na ONG "Arca de São Francisco", também sediada em São Carlos, com responsabilidade de proteger os animais abandonados. Para Taila, “a adoção de animais é um ato de doação. Quando se adquire um animal, a pessoa não apenas está adquirindo um animal, está disposta a doar um pouco de si, sem preconceitos com raças, ter total responsabilidade sobre o novo ser que entrou para a família, através do amor, do carinho, os quais são essências para os animais",observa.

A advogada acredita que a atuação das ONGs é de extrema importância, pois auxiliam o trabalho do governo, o qual não dá conta de todas as suas obrigações.

Para ela “as ONGs são entidades privadas com finalidades públicas, entidades que pressionam e influenciam indiretamente as políticas públicas para suprir as necessidades da sociedade, tentando igualar as condições da comunidade".

Para a estudante, Daniela Pereira Lopes Zavaglia, 27, adoção é, além de um ato de amor, também um ato de generosidade. "Afinal, se é possível adotar porque comprar?", indaga.

Para ela a atuação das ONGs tem grande importância, pois a prefeitura é que deveria cuidar dos animais abandonados, mas não faz e quando faz não se doa com o amor e carinho que as ONGs fazem.

Daniela adotou seu cachorro pela ONG "Cachorro Ajuda", viu a foto no site, entrou em contato com o responsável e como o cão ainda era novo, estava em uma clínica veterinária aguardando ser “desmamado” e logo depois seria adotado por ela.

A atuação das ONGs tem grande importância na sociedade, seja qual for seu papel, sempre realizam trabalhos com muita solidariedade, e com amor ao próximo com o intuito gerar um impacto para a sociedade, através dos trabalhos realizados.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/