Ageuniara

Paróquias da região destacam a Campanha da Fraternidade 2014

Por: GABRIEL SANTANA CONCEIçAO

10/04/2014

Foi lançada em todo o país, na quarta-feira de cinzas, pela Igreja Católica, a Campanha da Fraternidade 2014, com o tema: "Fraternidade e tráfico humano", que busca denunciar todo tipo de crime como o trabalho escravo, a exploração sexual, o tráfico de crianças e a venda de órgãos.

A Igreja tem, ao longo de todo ano, o objetivo de promover palestras, missas, com o tema no qual o lema escolhido: “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Na Bíblia Sagrada: Gl 5, 1).

A Campanha da Fraternidade busca denunciar os crimes cometidos pelo tráfico, sendo porta voz de seus fiéis até as autoridades, com o incentivo de que haja denuncia. Segundo informações da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil(CNBB), a campanha deve envolver pela região cerca de 1,2 milhão de fiéis e representantes católicos.

O padre Benedito Aparecido Firmino da Silva, de 78 anos, da Paróquia São Sebastião de Motuca (SP), relata que a Igreja se preocupa com o tema, e tem uma missão como parcela, e que a Igreja não assume 100% a questão do tráfico, mas cabe a ela, orientar educacionalmente as crianças e jovens para que fujam da oportunidade de serem traficadas.

"A igreja abraça essa causa, para ter ajuda na sociedade.Não existe ainda uma resposta dos fiéis, ao certo, sobre o que vem sendo discutido, pelo fato do tema estar sendo tratado de um jeito novo", opina.

Questionado sobre os familiares que tentam fugir do tráfico o padre afirma que "é importante cuidar das crianças, fazer com que elas compreendam cada perigo, para que não se exponham a esse tipo de perigo na sociedade.”

“Vamos mexer com as pessoas que estão aprofundadas nisso, aquelas que estão traficando, que elas vejam que isso não gera qualquer tipo de resultado. Esta sendo feito uma caminhada para isso e espero que as pessoas compreendam que existe perigo nisso",conclui o padre.

Já para o ex-seminarista e católico praticante, Deivid Santana Santos, de 19 anos, a campanha foi favorável, pois tem um ponto mais focado, que é os seres humanos, a vida no qual a Igreja prioriza. "A Igreja esta trazendo questões sociais e abrangendo os temas para ser discutido. Isso é ótimo para os católicos que vivem em um mundo capitalista e religioso ao mesmo tempo”,declara.

Teledramaturgia

O tema tráfico humano ganhou, recentemente, destaque na teledramaturgia da Rede Globo, escrita pela autora Glória Peres, a novela "Salve Jorge" causou impacto na sociedade brasileira ao destacar uma moça da favela carioca sendo traficada para fora do país, levando as autoridades a analisar o problema de uma forma ampla em território nacional e internacional.

Segundo a Organização das Nações Unidas(ONU), 2,5 milhões e meio de pessoas no mundo são vítimas do tráfico humano.

A Campanha de Fraternidade, que deve ir até o final do ano em todas as paroquias da região, terá no dia 13 de abril a ”Coleta Nacional da Solidariedade” que busca arrecadar fundos para projetos que buscam combater o tráfico humano.

A contribuição também pode ser feita por depósito bancário, na Caixa Econômica Federal: Ag: 2220-C/C 020-1 CNBB-Operação: 003.

Para combater o tráfico humano denuncias podem ser feitas pelo Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos, ou diretamente para a Polícia Federal pelo site www.denuncia.pf.gov.br ou pelo e-mail denuncia.urtp@pdf.gov.br.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/