mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Inicio de carreira no MMA não é fácil, segundo atletas

Por: BRUNO MOURA DE LIMA

16/08/2013

MMA é o esporte que mais cresce em quantidade de espectadores no mundo. Também cresce a quantidade de praticantes, tanto os que pretendem competir e futuramente viver do esporte, quanto os que procuram um bom condicionamento físico. Porém aqueles que buscam o profissionalismo encontram algumas dificuldades.

Em São Carlos onde são proibidas competições da modalidade, já funciionam cinco academias e outras duas estão para ser inauguradas. Com isso muitos atletas se qualificam e se destacam, mas existe uma grande dificuldade para participarem de campeonatos pelo alto custo dos deslocamentos.

O atleta de São Carlos Wanderson Marcasso, de 27 anos, conhecido como ”Hunter”, já fez quatro lutas e venceu todas. “Hunter” não luta há quase um ano porque tem de trabalhar para se manter e não consegue viajar para os eventos que o convidam, geralmente realizados fora do estado.

Na região acontecem poucos eventos, o que não ajuda esses atletas a conseguirem realizar lutas para incluir em seu cartel. Com a ideia principal de conseguir viver do esporte, esses atletas buscam um bom contrato com entidades promotoras dessas lutas, a exemplo do “Jungle Fight”, maior evento da America Latina.

Luiz Virgilio, de 20 anos, é praticante apenas por lazer e busca como resultado um bom condicionamento físico, mas diz que futuramente pretende participar de campeonatos. Gustavo Campos, de 23 anos, que treina junto com Luiz, espera ansioso sua primeira luta que está marcada para janeiro, em São Paulo. Ambos começaram a treinar há cerca de um ano e meio.

O atual campeão do “Elite Fight Championship”, Thiago Teodoro, que além de atleta também e professor de diversas modalidades de artes marciais, afirma que a maioria dos atletas iniciantes passa por dificuldades de patrocínio. Seus contatos como professor e o tempo que tinha de atividade no ramo o ajudaram a chegar onde está hoje, desfrutando de popularidade no esporte. Thiago é cotado para competir em vários eventos, mas mesmo assim sua última luta aconteceu no dia 2 de abril.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/