202009202302

mostrar mensagem ]

AVISO DE PRIVACIDADE

A proteção dos seus dados pessoais é importante para nós. Adotamos as melhores técnicas para deixar esse site seguro. Estamos atualizando nossa política de privacidade e termos de uso do site. Em breve, ela estará aqui para você saber o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações.

ocultar ]

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Empresas atentam para cumprimento da lei de inclusão

Por: FABIO HENRIQUE ZOTESSO

29/05/2013

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente, o Brasil conta com 24 milhões de pessoas com deficiência. Os problemas refletem-se na baixa escolaridade desse grupo e dificuldade de inserção social.

A lei nº 8.213, criada em 24 de julho de 1991,começa a ganhar força, especialmente em seu artigo 93 que diz que "... A empresa com 100 (cem) ou mais empregados está obrigada a preencher de 2% (dois por cento) a 5% (cinco por cento) dos seus cargos com beneficiários reabilitados ou pessoas portadoras de deficiência, habilitadas...".

Inspirada pelo Ministério Público de Trabalho, as empresas começaram cada vez mais cumprir com o que foi estabelecido e dar oportunidades para as pessoas deficientes.

As empresas devem cumprir a lei em questão e se esforçar para implantar programas de formação profissional com o objetivo de ajudar e abrir as portas a esse grupo social que realmente precisa do apoio da sociedade e assim encontrar seu devido lugar.

Algumas empresas em Ibaté(SP),por exemplo, já começaram a cumprir, de forma satisfatória, a lei e tornaram-se um importante exemplo para o restante que ainda não é familiarizado o bastante com isso.

O advogado Ibateense, Edson Pedro da Silva afirma que a lei foi criada justamente para ajudar as pessoas com necessidades especiais e ajudá-las a crescer no mercado de trabalho e também como pessoas. "O fato de que essa lei esteja ganhando importância e a devida atenção hoje em dia é importantíssimo para a evolução da nossa cidade, da sociedade e também do país inteiro” conclui.

O munícipe recém-empregado, numa metalúrgica da região, Marcos Roberto dos Santos,de 28 anos, que tem deficiência mental leve, afirma que se não fosse essa lei seria muito difícil arrumar emprego. "Acho que foi a graça de Deus quem me ajudou nessa hora, pois encontrei uma empresa que cumpre devidamente essa lei e tem um respeito enorme para pessoas com necessidades especiais. É muito bom ver o mundo mudando, mesmo que aos poucos”, finaliza.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/