mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Casa para dependentes químicos de Américo não recebe verba do município

Por: EDNA ADRIANA NOVAIS MOREIRA

16/11/2012

Fundada há 26 anos, a Associação Beneficente Promocional Recanto Tabor, de Américo Brasiliense, que atende dependentes químicos e alcoólatras, segue funcionando apenas com a aposentadoria dos atendidos e com doações materiais ou de alimentos pela prefeitura ou moradores locais.

A casa filantrópica, que recebe apenas homens, abriga vinte pessoas. O tratamento dura nove meses. São 180 dias para cada etapa, na seguinte ordem: desintoxicação física, desintoxicação psicológica e ressocialização, como explica o monitor Edmerson Rogério Oliveira, 40 anos, que trabalha no local há três meses.

O monitor ressalta que é importante que os atendidos tenham uma rotina diária e evitem “rodinhas”, por isso fazem laborterapia, trabalho com função terapêutica. Cuidam da casa, dos animais, da horta e também praticam artesanato.

Assim como outras casas de recuperação, a associação utiliza o modelo "day top" e o programa "Doze Passos", surgidos nos Estados Unidos. Outro elemento de apoio é o livro "Só por Hoje", dos Narcóticos Anônimos. Esses recursos enfatizam o apoio emocional e a auto-ajuda como métodos para guiar o tratamento na comunidade terapêutica.

A presidente da instituição, Maria de Lourdes Silvério, 54 anos, mora na casa e se dedica inteiramente ao trabalho social. Além dos jovens, Maria de Lourdes também abriga idosos e já tem um projeto para instalá-los em outro lugar, mais próximo do centro da cidade.

Dedicada, Maria de Lourdes afirma que só com muito amor e força é possível seguir com o trabalho, pois é uma casa ampla, que gera um gasto mensal de cerca de R$ 15 mil com a manutenção e também o salário dos profissionais responsáveis por cuidar da saúde dos dependentes. Há na instituição psicólogo, nutricionista, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, assistente social e enfermeira.

Além da assistência médica e psicológica, eles também recebem palestras e orientação espiritual e podem fazer ligações telefônicas e receber visitas dos familiares.

Todos os que estão ali tem uma história para contar. Vários são os motivos que levam à dependência química. Alguns provaram por curiosidade, por achar que as drogas os deixariam menos tímidos, pela sensação de prazer ou poder. A faixa etária dos internos varia dos 20 aos 60 anos, a maioria experimentou um pouco de tudo e chegou ao crack.

Como, por exemplo, o Sr. Marcos, que provou o crack aos 50 anos e se viciou já na primeira vez. Homem rico, que perdeu tudo o que possuía em um ano e sete meses, procurou ajuda por conta própria e há oito anos luta contra o vício.

O Recanto Tabor fica localizado na Alameda Aldo Lupo, n° 1300, Jd. Vista Alegre, próximo ao Hospital Estadual de Américo Brasiliense. O telefone para contato é (16) 3392-3376.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/