Ageuniara

Casas do Programa "Minha Casa, Minha Vida" em Américo não tem data de entrega

Por: EDNA ADRIANA NOVAIS MOREIRA

11/05/2012

Falta de infraestrutura nas casas do Programa "Minha Casa, Minha Vida", em Américo Brasiliense, prejudica o andamento das obras e atrasa a entrega aos beneficiados.

O Programa "Minha Casa, Minha Vida" é um projeto habitacional do Governo Federal, em parceria com os estados, municípios e iniciativa privada, gerido pelo Ministério das Cidades e financiado pela Caixa Econômica Federal. O objetivo é a construção de casas destinadas às famílias de baixa renda.

Em Américo, 120 casas, de 34 metros quadrados cada unidade, estão sendo construídas em terrenos de 125 metros quadrados. As famílias que se cadastraram no programa possuem renda de até R$ 1.650, o maior número de filhos menores de idade e estão inscritas no programa Bolsa Família. No total, 134 famílias se cadastraram; destas 120 foram aprovadas pelo Ministério das Cidades.

Estes beneficiados estão preocupados com o atraso na entrega das casas, que teve a data prevista adiada várias vezes.

Segundo Donizete Rorato, 38 anos, Diretor de Gabinete da Prefeitura, as 120 unidades ainda não foram entregues porque o programa estabelece que haja infraestrutura mínima, como água, luz, guias, sarjeta e postes de energia elétrica, para que as casas possam ser entregues à população.

Quando questionado a respeito do tamanho das casas, o Diretor ressalta que este é um tamanho padrão definido pelo programa; e que as famílias podem ampliá-las depois. “Concordo quando falam que as casas são pequenas, mas para uma família que passa por dificuldades financeiras, sem ter onde morar, isto é um palácio. Elas não terão que pagar aluguel, ou qualquer outro valor, pois todas as casas serão gratuitas”, diz ele.

Donizete Rorato disse que apenas 10 ou 12 cidades da região conseguiram ter direito às moradias gratuitas, e que isso só foi possível através da comprovação de que a cidade possui famílias carentes e déficit habitacional.

A Enge Reis Construtora Ltda., de Ribeirão Preto, é a responsável pela obra em Américo Brasiliense. De acordo com o engenheiro Carlos Henrique Saud Reis, diretor da construtora, a entrega da obra “propriamente dita”, sem acabamentos, foi feita no dia 30 de abril, com 60 casas entregues na primeira etapa, o restante será entregue no máximo até o dia 30 de junho.

O custo direto para construção de cada unidade foi de R$ 16 mil nessa primeira etapa. Para a segunda estão previstas melhorias no acabamento e isto elevará o custo, afirma Carlos Henrique.

O engenheiro ressalta que não há previsão de entrega das casas aos beneficiários, pois ela só poderá ser efetuada com a infraestrutura da obra concluída.

Para a beneficiada Cátia Regina Menezes da Silva, 28 anos, escolhida para ser a representante do bairro, que atualmente paga aluguel e mora em uma casa pequena com o marido e dois filhos, isto foi um grande presente. Ela espera ansiosa pela casa e se diz contente. Mesmo sendo uma moradia pequena, só o fato de ser gratuita já a deixa tranquila.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/