Ageuniara

Monte Alto desenvolve programa "Escola da Inteligência"

Por: BRUNA FERNANDES GALO

23/04/2012

Monte Alto (SP) foi a primeira cidade do Brasil e da região a implantar, em sua rede municipal de ensino, o Programa "Escola da Inteligência", criado pelo escritor e psiquiatra doutor Augusto Cury. As demais cidades implantaram apenas na rede particular.

O programa acontece, desde o segundo semestre de 2011, em três escolas da rede municipal:"Profº. Norival Mendes", "Drª. Rita Schilitler de Mattos" e "Juventina de Oliveira Penna Campos".

Segundo a Supervisora Municipal de Ensino,a professora Sueli Amantéa, o programa foi oferecido à Secretaria de Educação de Monte Alto,por meio de uma empresa responsável pela divulgação do mesmo, para análise técnica, e houve interesse.

Sueli explica que o programa não é somente um material, já que o trabalho desenvolvido na "Escola da Inteligência", tem assuntos e personagens com qualidades e defeitos. "O personagem pautado envolve assuntos de personalidade humana, leva as crianças para a realidade social, para discutirem sobre problemas inerentes às necessidades humanas",observa.

A equipe da Secretaria de Educação da cidade resolveu adotar o programa, pois foi detectado problemas em relação aos alunos como: comportamento inadequado e falta de orientação que constituem atitudes negativas.

A Supervisora relata que os alunos têm dois encontros semanais onde o programa passa a ser desenvolvido na grade curricular.

Paralelamente ao trabalho feito em sala entre professores e alunos, os pais também foram apresentados ao programa e passaram a ter encontros mensais, para aprofundar seus estudos e receber melhores orientações.

De acordo com a professora Cristiane Ferreira,38, os alunos receberam duas apostilas e dois DVDs contendo as histórias e as atividades a serem desenvolvidas, de acordo com os temas e as séries a que foram propostos, sempre focando o conhecimento da "Inteligência Multifocal" (uma teoria totalmente nova sobre a construção dos pensamentos desenvolvida por Augusto Cury) e como saber lidar com sentimentos de forma a fortalecer o “eu” e melhorar o convívio e a proteção das emoções que ocorreram com a execução das atividades e, principalmente, com a construção da maquete Cidade da Memória(trabalho desenvolvido em sala de aula).

Segundo Cristiane, as crianças receberam com entusiasmo o material que além de atrativo, fala de questões mais complexas de relacionamentos sem se ater a convenções, abrindo espaço para que as crianças pudessem trazer à tona suas emoções.

"As aulas eram esperadas com expectativa e sempre havia algum desdobramento no decorrer dos temas. Além da receptividade, o fato das abordagens serem claras e próximas aos modelos socialmente construídos, havia identificação dos alunos com os personagens. As atividades propostas para os alunos também mobilizaram seus familiares que, em algumas circunstâncias, tiveram que falar sobre experiências, medos, e visão de mundo. Não eram temas com conceitos, mas abordagens que levaram às reflexões de postura", destaca.

"Escola da Inteligência"

Augusto Cury já esteve em Monte Alto para constatar os resultados positivos do programa. Um texto explicativo elaborado pela Secretaria Municipal de Educação, sobre a "Escola da Inteligência", reproduz falas do psiquiatra sobre o programa desenvolvido por ele.

Conforme o texto,Augusto Cury afirma que a "Escola da inteligência" prepara o jovem para os desafios da vida, buscando formação de pensadores, o desenvolvimento da inteligência e a promoção da saúde emocional.“Criei o projeto Escola de Inteligência. Um projeto que visa colaborar com as escolas na educação para a vida, formando pensadores e autores da sua própria história. Devemos nos adaptar com os avanços tecnológicos sem nos esquecer da nossa essência e sensibilidade humana”.

Como funciona?

Segundo informações da Secretaria Municipal de Educação de Monte Alto, o programa "Escola da Inteligência" funciona da seguinte forma: a partir de pesquisas realizadas nas escolas e comunidades, Augusto Cury, detectou que os estudos mostram que informar é muito diferente de conhecer.

Para ele, os jovens se tornaram uma massa de repetidores de ideias e não seres humanos críticos, capazes de enfrentar a competitividade do mercado de trabalho que vivemos hoje.

Ainda, de acordo com a Secretaria, o programa estimula o desenvolvimento da maturidade intelectual e emocional, como: o treinamento de caráter, a tolerância, a disciplina, a liderança, a flexibilidade de ideias, a determinação, a autoconfiança, entre outros.Fornece ferramentas para a promoção da saúde emocional, contribuindo para prevenir as fobias, a ansiedade, a depressão, a baixa autoestima, a agressividade, entre outros transtornos psicológicos.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/