mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

São Carlos luta por um Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest)

Por: ELIZANDRA PÍCOLLI DONNANGELO

23/03/2012

O número de acidentes de trabalho ocorridos em São Carlos é baixo, quando comparado com a vizinha Araraquara. Entretanto, não há motivo para comemorações porque o dado resulta de uma subnotificação desses casos, segundo o gerente regional do Ministério do Trabalho na cidade. Para superar o problema, a câmara aprovou projeto que propõe a criação de um centro de referência em saúde do trabalhador (CEREST) na cidade.

O CEREST (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador)tem como função oferecer suporte técnico e científico para a rede do Sistema Público de Saúde (SUS). Segundo o gerente regional do Ministério do Trabalho em São Carlos, Antônio Valério Morillas Júnior, onde existe, o CEREST promove a cultura de saúde do trabalho e do meio ambiente, com medidas de prevenção, vigilância, tratamento, diagnóstico e reabilitação da saúde dos trabalhadores (urbanos e rurais).

São Carlos, que não tem uma unidade do CEREST, mesmo possuindo mais estabelecimentos industriais que Araraquara, apresenta número de notificações de acidentes de trabalho menores. Em 2011 foram 125 notificações, sendo que em Araraquara o número chegou a 4.638, segundo os dados do Cerest. O gerente Morillas Junior não vê vantagem nesses números porque acredita que ocorra subnotificação dos casos em São Carlos.

A subnotificação é resultado da inexistência de uma unidade do CEREST em São Carlos, acredita o gerente regional do Ministério do Trabalho na cidade. Nesta semana (20 de março) a Câmara de vereadores local aprovou um projeto de lei, apresentado pelo vereador Ronaldo Lopes (PT), proponto a criação do serviço.

Se instalado, o CEREST local poderá facilitar o encaminhamento das notificações de acidentes, permitindo que se possa mapear a cidade e mostrar em qual setor vêm ocorrendo mais acidentes. O Ministério do Trabalho poderá agir com mais eficácia na fiscalização das condições de segurança dos trabalhadores nas empresas locais.

O gerente Morillas afirma que a empresa que não notifica os acidentes ocorridos pode estar gerando uma indústria de acidentes de trabalho. Ele explica que empresas que não fornecem equipamentos de segurança aos trabalhadores acabam causando doenças profissionais que também são caracterizados como acidentes do trabalho.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/