mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Araraquara aprova lei que obriga apresentação de atestados médicos em academias

Por: ARTUR DE FRANCISCHI HADDAD

18/11/2011

Lei aprovada no última dia 8 de novembro permite que donos de academias possam conhecer melhor o estado de saúde do usuário. O dispositivo torna obrigatória a apresentação de atestado médico pelos usuários de academias da cidade.

A lei foi proposta pelo vereador Tenente Santana (PSDB). A proposta foi votada e aprovada no dia 8 de novembro.

O objetivo do projeto é permitir que as academias conheçam melhor as condições físicas de seus alunos, prestando auxílio e diagnosticando eventuais incompatibilidades ou proibindo a prática de exercícios físicos.

Marcelo Douglas Grego, formado em educação física e pós-graduado em fisiologia do exercício, é dono de uma academia em Araraquara. Ele elogia a proposta do vereador Tenente Santana, porém com algumas ressalvas. "É muito importante fazer o exame médico, ir ao cardiologista, antes de começar a fazer os treinos na academia. Porém, os exames são caros e muitas pessoas deixariam de fazer os treinos por falta de recursos financeiros. Se o exame for acessível, aí eu acredito que atraia as pessoas”, avalia.

Marcelo também diz que as academias só fazem a avaliação física e os treinos são montados de acordo com o que é avaliado e pelo que é relatado pelo usuário. “Se a pessoa não sabe se tem alguma doença, é imprescindível que ela vá ao cardiologista antes de começar a fazer os treinos”, recomenda.

O médico Leonardo Matsushita diz que alguns exames são muito importantes para quem quer começar a prática de exercícios físicos. “São vários exames, principalmente o de aferição da pressão arterial, eletrocardiograma, exames de sangue, principalmente o teste ergométrico, que avalia o coração durante o esforço, servem não só para liberar o indivíduo para a prática esportiva, como também para fornecer condições ao profissional especializado em educação física de planejar os treinos individuais com segurança”, alerta.

“Hipertensão arterial, arritmia cardíaca, uma possível artrite ou artrose, por exemplo, são doenças previamente encontradas nesses exames. E são essas incompatibilidades que não permitem ao indivíduo a começar a fazer os exercícios”, revela. “Existem alguns problemas de saúde que só aparecem com os exames, mesmo a pessoa aparentando estar bem. Podem ocorrer variações em seu organismo que podem ser fatais. Um infarto, por exemplo, dependendo da intensidade dos exercícios, pode ocorrer com o praticante”, conta.

De acordo com a lei Estadual n° 10.848/01, as academias devem exigir de seus clientes um atestado médico recente, no ato da matrícula, comprovando que o indivíduo está apto a realizar a prática esportiva. Com a lei Municipal, a prefeitura da cidade tem mais autonomia na fiscalização das academias, podendo tomar medidas necessárias, caso não cumpram com a lei.

Morte em Batatais

Um rapaz de 26 anos morreu no dia 24 de outubro, enquanto fazia exercícios em uma academia, na cidade de Batatais. Luiz Antônio Faziom frequentava o local há um mês e não apresentava problemas de saúde, segundo o que o irmão da vítima informou à polícia.

O Conselho Regional de Educação Física (CREF) está apurando o caso, junto da Polícia Civil. O CREF quer descobrir se houve negligência por parte da academia em não exigir o atestado médico, como prevê a lei.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/