mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Após reforma na Praça da Matriz, população quer segurança

Por: VERIDIANA GOMES OLIVEIRA BARBOSA LIMA

26/11/2010

A Praça da Igreja Matriz de São Bento, em Araraquara, foi reformada em abril deste ano, com recursos do Governo Federal. Após reforma da praça, público e comerciantes esperam o fim da mendicância no local.

Esta é a terceira etapa da reforma, que recuperou o piso e canteiros da praça. Nas etapas anteriores foram reformados o sistema de iluminação e o chafariz. A igreja encontra-se inacabada desde a construção de 1957, por falta de recursos, mas também recebeu pintura de algumas paredes externas.

O valor das obras é de R$ 127.788,00, verba concedida pelo Governo Federal, através do Ministério do Turismo. “A reforma da praça melhorou sim, a questão de freqüentadores da praça, e em breve a igreja também passará por reforma, para que ela possa se tornar uma basílica, pra receber visitação, turismo”, afirma Jorge Pereira de Melo, secretário da Igreja Matriz de São Bento.

Com a melhoria do espaço, os comerciantes da região e o público que frequenta o local esperam o fim da presença de pedintes que costumam ficar nos bancos da praça. Regina Diniz, proprietária de uma banca de jornal na praça há 14 anos, afirma que “depois da reforma do chafariz, os mendigos sumiram por um tempo, mas agora estão vindo mendigos de outras cidades”.

João Batista tem uma loja em frente à praça e afirma que já reclamou com o prefeito a respeito, mas nada foi feito para resolver a situação. “Algumas igrejas próximas daqui servem janta para os sem-teto, às terças feiras. Aí essa praça vira ponto de encontro desses pedintes e eles voltam para cá depois de comer, para pedir dinheiro e dormir”, afirma.

Alguns frequentadores da praça afirmam que já houve melhora, como o Sr. José Almeida, 63 anos, que costuma sentar nos bancos em frente ao chafariz, para ouvir música. “Ta bem melhor agora, durante o dia. Só vem gente pedir dinheiro à noite, depois da missa”.

A prefeitura municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social, fez uma campanha a favor do resgate da cidadania à moradores de rua, chamada “Não dê esmola – Encaminhe para a Casa Transitória”, onde era feita a conferência de documentos e suporte a essas pessoas.

Segundo o secretário José Carlos Porsani, “será enviado relatório ao Ministério Público apontando dados concretos e cobrando obrigações sociais de familiares”, para reinserção social.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/