Ageuniara

Psiquiatra analisa os sintomas da ansiedade

Por: ERIKA CRISTINA PEREIRA DA SILVA

26/10/2010

A ansiedade é considerada um problema nervoso, um sentimento de apreensão desagradável, derivado de momentos de preocupação.

Todos os seres humanos podem sentir a ansiedade, pois é uma resposta normal para diversos acontecimentos na vida como, por exemplo: para as crianças no primeiro dia de escola, para os adolescentes no primeiro namoro ou no exame vestibular, para os adultos às vésperas do casamento.

A estudante Dariane Guerra, de 23 anos, que vai ser casar no final de outubro diz ser ansiosa.“Já sou ansiosa por natureza e, com o casamento, sinto que piorei. Quero fazer tudo em um dia só, muita coisa ao mesmo tempo, tenho medo das coisas não darem certo e, então, estou muito agitada”,conta.

A ansiedade é um acompanhante normal do crescimento, das mudanças, de experiências novas e inéditas, do encontro da própria identidade e do sentido da vida de uma pessoa.

Porém, precisamos ficar atentos quando uma pessoa começa a apresentar reação inadequada extrema, ou de longa duração a um determinado acontecimento.Provavelmente pode estar sofrendo algum tipo de distúrbio de ansiedade.

Segundo a psiquiatra de São Carlos(SP) Maria de Oliveira, “os sintomas mais comuns são: boca seca, mãos ou pés úmidos, enjôos ou diarréia, aumento da freqüência urinária, dificuldade de engolir, assustar-se com facilidade e, de forma mais intensa, os sintomas depressivos são comuns desde que não sejam mais exuberantes que os de ansiedade, pois isso mudaria o diagnóstico",explica.

De acordo com ela, o fato desses sintomas citados se parecerem com os sintomas do transtorno do pânico exigem um procedimento para distinção, "pois o transtorno do pânico requer a indicação de terapia cognitiva",diz.

Em geral,os transtornos de ansiedade têm com tratamento remédios, tipos específicos de psicoterapia, ou ambos. "A escolha do tratamento da ansiedade depende do problema e da preferência da pessoa",salienta.

Antes do tratamento começar, o médico deve conduzir uma avaliação cuidadosa para determinar se os sintomas são causados por transtorno de ansiedade ou por problema físico.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/