Ageuniara

Nova técnica de análise da urina traz resultados em menos de 30 minutos

Por: MAYNA DELLE DONE NÉO

20/10/2010

Dispositivo semelhante a uma tira de papel analisa a urina, faz varredura no corpo e ajuda no diagnóstico de problemas no organismo. Um grupo de pesquisadores da USP de São Carlos tenta produzir uma versão nacional desse material.

Cientistas da Universidade de Harvard, Estados Unidos, desenvolveram um dispositivo de análise que não aponta um problema específico, mas faz uma varredura da urina e mostra se há alguma irregularidade nela a partir dos índices de glicose e proteína presentes no líquido.

“Esse dispositivo é uma tira de papel, onde são colocados reagentes químicos que, em contato com a urina, mudam de cor para apontar se há proteína ou glicose na urina”, explica Emanuel Carrilho, professor do Departamento de Química da USP de São Carlos.

Um dos objetivos de Carrilho é produzir esse dispositivo no país e usá-lo no sistema público de saúde. O material é de fácil manejo e tem um custo de produção baixo. Além disso, como explica o professor, pode ser usado em larga escala, analisando povoados e populações de maneira rápida e eficaz, pois o resultado sai em menos de 30 minutos.

“O dispositivo tem dois diferenciais primordiais: o baixo custo e sua versatilidade. Por serem muito simples, os dispositivos de análise não carecem de muito investimento em sua produção. Logo, o preço final também será baixo”, aponta o pesquisador.

O outro diferencial, ressalta Carrilho, é que a técnica pode ser usada para diagnosticar diversos problemas, como diabetes, insuficiência renal e até AIDS.

Atualmente o grupo liderado por Carrilho está na fase de produção desse dispositivo no país. O próximo passo é começar os teste em populações carentes da região Norte, para testar a eficácia do dispositivo.

O papel da urina

Nosso corpo emite, constantemente, sinais e alertas sobre como está nossa saúde. Seja através da temperatura corporal, cor da pele, tosses, espirros, dores de garganta e cabeça. Sempre que há algo errado, o corpo emite um alerta.

Porém, nem sempre somos capazes de entender ou mesmo enxergar esses sinais. Muitas vezes, não aparentar nada não implica em estar, necessariamente, saudável.

Um bom termômetro para saber se há algo errado no organismo é a urina. Ela é resultado da ação do sistema renal que filtra o sangue, retira as impurezas contidas nele e elimina o resto de dentro do corpo.

A urina deve ser estéril. Não pode apresentar traços de proteínas, vitaminas ou glicose.

Existem no mercado diversos kits para análise clínica rápida. Teste de gravidez, glicemia, índice de álcool no sangue, entre outros. Há, também, as análises feitas em farmácias, que medem pressão, quantidade de glicose no sangue etc.

O que estrá sendo nacionalizado pelo grupo do Instuto de Química da USP-São Carlos deverá integrar esse rol, com a vantagem de ter custo baixo e fornecer informações sobre mais de uma disfunção.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/