202009280934

mostrar mensagem ]

AVISO DE PRIVACIDADE

A proteção dos seus dados pessoais é importante para nós. Adotamos as melhores técnicas para deixar esse site seguro. Estamos atualizando nossa política de privacidade e termos de uso do site. Em breve, ela estará aqui para você saber o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações.

ocultar ]

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Em breve, usuários poderão ter acesso aos novos cartões eletrônicos da CTA

Por: LAÍS FRANÇOSO

13/10/2010

Desde o início deste ano, a Companhia Tróleibus Araraquara (CTA) vem modificando o sistema de bilhetagem eletrônica a fim de facilitar a vida dos usuários e modernizar o transporte coletivo. A empresa, única gestora do transporte público na cidade desde 2006, tem estudado os impactos da mudança, os custos e o período de adaptação para o novo cartão.

Nos ônibus, estão sendo instalados novos validadores – aparelhos que fazem a leitura do cartão. Alexandre Scalise, supervisor de Tecnologia da Informação da CTA, conta que os novos cartões, chamados “smart cards”, serão mais duráveis e terão um chip interno que permitirá a liberação da catraca por aproximação do validador, o que dará mais agilidade no embarque de passageiros.

Além disso, será proporcionada maior segurança e eficiência, principalmente em casos de extravio de cartões, pois serão personalizados e garantirão os créditos existentes.

Os aparelhos validadores custam à empresa cerca de R$ 27 mil por mês, preço referente à instalação e manutenção do sistema. Cerca de 80% desses aparelhos já foram instalados nos ônibus e estão circulando junto ao antigo sistema de leitura de cartões.

Por meio da tecnologia GPS instalada nos validadores, poderão ser realizadas automaticamente a recarga ou cancelamento dos cartões. Para a CTA, a nova tecnologia irá possibilitar o controle online do sistema.

A modernização agrada, porém, na opinião do vigilante Ebér Fernandes, de 24 anos, esse novo sistema poderá prejudicar os usuários quando precisarem fazer a renovação do cartão pessoalmente, mesmo ela sendo anual. “Vou ter que faltar do trabalho porque aos sábados, meu dia de descanso, não há atendimento para esse tipo de serviço”, alega.

Em contrapartida, a auxiliar de limpeza Cristina dos Reis Soares, de 34 anos, concorda com o controle a ser feito pela empresa e se diz satisfeita em saber que não existirá, por exemplo, dois ou mais cartões com seu nome circulando pela cidade.

Elias Gibran Neto, jornalista responsável pelo setor de Assessoria de Comunicação da CTA, explica o motivo da renovação do sistema: “Foi essa a maneira encontrada para que se tenha mais controle na retirada de cartões. No sistema ainda em vigência, já cheguei a ver pessoas com um calhamaço de cartões, ou então, estudantes que se matriculam em qualquer escola só para retirar passes custando a metade do preço, e passadas algumas semanas, saem do local onde se inscreveram”, conta.

Futuro

Para os próximos dez dias, a diretoria calcula que toda a frota - 98 veículos - terá um validador instalado. Estima-se que serão necessários dois meses para que todos os antigos cartões sejam trocados pelos novos.

Entretanto, Gibran não acredita que a mudança seja tão rápida: “É um tempo muito curto para que toda a população se adapte. Creio que logo nos primeiros meses de 2011 os araraquarenses estarão habituados e utilizando o novo sistema”, explica o assessor de imprensa.

A estudante Letícia, de 16 anos, se locomove todos os dias utilizando o transporte coletivo e diz não saber quais são as modificações que a CTA está fazendo e como será a nova dinâmica.

Para esclarecer a ela e a toda população, Scalise assegura que, quando 100% da frota estiver renovada, a empresa divulgará todas as informações necessárias para troca e aquisição dos cartões. A CTA ressalta que, quando for feita a troca, caso a pessoa possua créditos no cartão, esses serão mantidos e transferidos para que não haja perdas.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/