Ageuniara

Museu de computação da USP-São Carlos recebe novas doações

Por: MARIANA LEMES

06/10/2010

As velhas máquinas de calcular e os primeiros computadores são algumas das 219 peças que integram o Museu de Computação Professor Odelar Leite Linhares, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), da USP São Carlos.

O Museu foi criado no ano de 1978 pelo Profº Odelar Leite Linhares, docente do Departamento de Ciências da Computação e Estatística da USP. A idéia de criar o Museu de Instrumentos do Cálculo Numérico veio da constatação de que o surgimento das mini-calculadoras eletrônicas digitais, lançadas pela HP em 1972, tornariam os tradicionais instrumentos de cálculo obsoletos.

As réguas de cálculo, as máquinas de calcular mecânicas ou eletromecânicas, as tabelas de funções matemáticas (principalmente as de funções trigonométricas) e os ábacos de todas as espécies deram lugar às calculadoras digitais e aos computadores pessoais entre outros.

O Museu está listado no Catálogo das Coleções Especiais e Acervos Museológicos da USP, compilado pela Comissão de Patrimônio Cultural da Universidade. Seu acervo conta com 219 peças cadastradas. Instalado por vários anos no interior da Biblioteca Profº Achile Bassi, as peças eram exibidas como parte do acervo da biblioteca. Devido à escassez de espaço, o Museu foi deslocado para um local externo, dentro das dependências do instituto, porém esse espaço continua sendo provisório.

Após a aposentadoria do Profº Odelar, o Museu ficou por algum tempo em segundo plano. Porém sempre houve interesse em retomá-lo e, nesse meio tempo o Museu continuou a receber doações, não só de instrumentos de cálculo, mas também de computadores e outros equipamentos de informática.

Segundo as professoras Elisa Yumi Nakagawa e Maria Cristina Ferreira de Oliveira, integrantes do conselho que coordena o órgão, só entram no acervo as peças e equipamentos de informática que representaram grande impacto para a sociedade.

“Computadores de três anos de uso são considerados desatualizados e antigos e já poderiam fazer parte do acervo do museu. Mas, para entrar no acervo, é importante que os computadores tenham um diferencial que justifique sua guarda como peça histórica”, contam.

A mais recente doação feita ao Museu é um notebook IBM PS/2 Note. O “caçula” do acervo, como dizem as professoras, saiu de circulação no ano de 2001 e hoje pode ser visto e admirado pelos frequentadores.

Como o acesso é livre e a entrada é gratuita, o público de São Carlos e da região pode resgatar o passado da computação. “É importante que a sociedade conheça e valorize os esforços de pesquisa e o desenvolvimento tecnológico necessários para viabilizar o computador como é conhecido hoje, e o museu proporciona um registro desse esforço. Como temos recebido a visita de alunos, inclusive do ensino médio, ele também ajuda a despertar o interesse para o estudo e pesquisas na área de computação”, apontam as professoras.

O Museu de Computação Odelar Leite Linhares está localizado no bloco 4 do ICMC (Instituto de Ciências Matemáticas e Computação), Campus 1, na Avenida Trabalhador São-carlense, 400.

O telefone para informações é o (16) 3373-9146, e as visitas de grupo devem ser agendadas com antecedência. O Museu está aberto ao público de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h e aos sábados das 9h ás 12h.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/