Ageuniara

O que falta às pessoas no século XXI?

Por: ELAISE DA COSTA SILVA

28/09/2010

Em meio a um ano que marcou todos no país e também no mundo, começamos a analisar, como anda o século XXI. Com tantos problemas como violência, desemprego, mal do estresse, drogas, sustentabilidade, as pessoas se perdem e mal conseguem progredir.

Avanços tecnológicos influenciam nossas vidas, e o mundo passa a girar em torno de tempo, quanto mais tempo, melhor. Porém, tempo não existe mais. Ano de política e hora de decidir sobre vários aspectos nas vidas cotidianas como, educação, segurança, emprego, futuro. Mas, o que realmente as pessoas do século XXI necessitam em um momento tão crítico para a humanidade?.“Discernimento para escolher entre as oportunidades que lhes são dadas”, afirma a jovem Monique Micali de 22 anos. Segundo ela, tanto os jovens como os adultos, não sabem tomar decisões quando necessário.

O empresário de Araraquara(SP), Richiel Delbon, de 21 anos tem uma segunda opinião. “Comprometimento e honestidade”, diz o jovem que aposta na sinceridade e dignidade de cada um.

Já a estudante de Direito,Fernanda Sobral,reflete: “A meu ver, a sociedade brasileira ainda precisa de segurança. Não podemos mais sair de casa sem nos preocuparmos com nossas bolsas e o que levamos dentro dela, por estarmos sempre correndo o risco de sermos assaltados”, diz a estudante indignada.

Segundo ela, é hora de acordar para o fato de que a segurança é um direito básico e é violado sem ninguém se importar com isto.

O balconista Milton Rosa, de 24 anos, diz que o que falta às pessoas do século XXI é compaixão pelo próximo.“Todos os problemas que vivemos atualmente seriam amenizados, outros extintos se apenas um ajudasse o outro”, declara.

Rosa Maria Pires, de 52 anos, acredita que o que falta engloba várias áreas.“A visão que tenho, não é apenas uma coisa que falta e sim várias. Não adianta dizer que falta educação, falta compreensão, falta isso ou aquilo. O que realmente necessita é o respeito, o limite de espaço e o saber da convivência”, expressa Rosa, que é aposentada,e diz ter vivido para saber bem o que diz.

O psicólogo Marcos Sampaio Rus Barbosa, especialista em psicologia comportamental faz uma breve análise do que faltam as pessoas do século XXI. “Não creio ser tão fácil responder o que falta às pessoas do nosso século, seria mais fácil analisar os séculos passados do que analisar o século que vivenciamos, até porque somos influenciados por ele”, começa Barbosa com uma breve introdução.

“Como é que tendo tudo o que desejam, com o fim da repressão as mulheres, com a liberdade de expressão, a diversidade ganhando espaço na sociedade, outrora cheias de preconceitos, alta tecnologia com inúmeras facilidades, o ser humano consegue encarar a vida com tanto baixo estima?”,indaga Barbosa.

“O ser humano vive em busca da auto-realização, cabe a nós saber o que o realiza, e o que é preciso para realizá-lo. Muitas pessoas, principalmente de países desenvolvidos, mesmo tendo tudo não conseguem assumir a vida como algo valioso”, declara.

Barbosa finaliza com a seguinte afirmação. “O ser humano moderno procura fora de si algo para se apoiar, quando perde esse apoio vê-se desesperado, esquecido, de que a âncora está dentro de si, no íntimo de sua alma. O que falta a pessoa do nosso século? Justamente o que lhe falta é a consciência de ser acima de tudo humano”,conclui.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/