Ageuniara

São Carlos implanta novo projeto para coleta do lixo

Por: LUCAS PANDOLFELLI ZAMPIERI

24/08/2010

A prefeitura de São Carlos (SP) firmou uma parceria público-privada(PPP)com a empresa São Carlos Ambiental Ltda. para cuidar de sua coleta de lixo.O contrato foi assinado no último dia 23 de agosto e entrará em funcionamento daqui a 15 dias.

Um dos principais diferenciais da parceria é o pagamento fixo pelo volume de lixo coletado. A nova modalidade incentiva a empresa a implantar programas de coleta seletiva e reciclagem de lixo e reduzir o volume encaminhado ao aterro sanitário do município.No modelo vigente, a empresa recebia por volume de lixo coletado e o encaminhava ao aterro.

“Com essa parceria,São Carlos ganhará muito através do novo modelo da equalização e a reciclagem do lixo, e o mais importante é que essa dobradinha público-privada vai ser longa, pois o contrato que foi assinado é de 20 anos.Isso vai ser bom para a prefeitura da cidade e bom para a empresa São Carlos Ambiental Ltda.”,afirma o prefeito Osvaldo Barba(PT).

A São Carlos Ambiental será responsável pela implantação de um novo aterro sanitário e deve investir aproximadamente R$ 18 milhões no local, com início de operação previsto até o final de 2011.

“Espero que com a parceria junto á São Carlos possamos fazer um novo tipo de implantação na coleta seletiva, reciclagem e, também, na construção de um novo aterro sanitário”, explica o presidente da parceira da cidade Carlos Alberto Júnior.

O contrato estabelece ainda a implantação de um sistema de queima controlada de metano. A prefeitura vai investir R$ 9,5 milhões por ano no novo sistema de coleta de lixo da cidade. No final do contrato, os investimentos chegam a R$ 190 milhões.Também vai reduzir os gastos com a construção de um novo aterro sanitário.

Elogios do TCE

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) destacou o desatrelamento entre o volume de resíduos depositados no aterro e os valores recebidos pela iniciativa privada. Segundo informações contidas no site do TCE ( www.tce.sp.gov.br)a modelagem proposta pela prefeitura de São Carlos privilegia a conservação do meio ambiente já que a empresa terá que buscar alternativas para diminuir o lixo depositado.

Ainda de acordo com o site a maioria dos contratos prevê que as empresas recebam de acordo com o volume de lixo depositado em aterro. Nesse caso, quanto maior for o volume, mais a iniciativa privada recebe.

Segundo o TCE, comparando os valores do serviço prestado diretamente pela prefeitura e o previsto na PPP, constatou-se vantagem econômica para os cofres públicos.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/