mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Professores recomendam conscientização para evitar o bullying

Por: MIRIELI COUTINHO

29/06/2010

O bullying, ou violência moral,ainda é um problema presente nas escolas e preocupa pais e professores.Acontece entre jovens e crianças de todas as classes sociais.Em Matão(SP),a professora de Ciências, Sebastiana Bergocce, do ensino Fundamental e Médio,diz que já fez palestras para conscientizar alunos e professores sobre o bullying. "Como trabalho em saúde e qualidade de vida,fiz um projeto com as crianças sobre o assunto. Já presenciei muitas atitudes negativas entre os alunos de agressividade, ofensas, entre outras. Por isso, foi orientado pela escola trabalhar esse assunto com eles. Várias vezes presenciei agressões tanto físicas como psicológicas, onde alunos mais fortes tentam subjugar aqueles que consideram mais fracos do que eles",opina.

"Apesar de trabalhar com as crianças por uma semana com projeto, palestras, filmes e histórias é com tristeza que posso notar que o problema não acabou. Ainda podemos ver entre os alunos, muitas formas de agressões”,relata.

Já o professor Sylvio César Lagioia, que leciona aulas numa escola Técnica da cidade,comenta que a escola ainda não fez palestras sobre o bullying para os alunos.“Já presenciei casos de bullying e minhas atitudes tomadas de imediato foram o esclarecimento e advertência e expliquei que o ato é prejudicial a ambos: para quem sofre e para quem o pratica também",explica.

Segundo o site http://www.clicfilhos.com.br,o termo bullying que significa valentão, brigão, compreende todas as formas de maneiras intencionais e agressivas, que ocorrem pelo que demonstra ser o mais forte.As vítimas são alunos frágeis, que se sentem prejudicados e dificilmente pedem ajuda.De acordo com o site,eles podem demonstrar desinteresse, faltar às aulas sem motivo, apresentar baixo rendimento escolar e demonstrar insegurança ao se manifestar em público.

Ainda de acordo com o site, as vítimas de bullying podem ter sintomas como depressão, pesadelos e perda de sono.Normalmente são humilhados, ofendidos, recebem apelidos, são excluídos e podem apresentar manchas e arranhões pelo corpo.

Conforme o site,para evitar essa situação de violência, seria essencial todos os educadores promoverem orientação, discussão e conscientização a respeito do bullying e quando identificado a vítima e o agressor, eles devem ser orientados e seus pais alertados e cientes de que seu filho irá precisar de ajuda especializada.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/