Ageuniara

Oeste vence o Ituano e está garantido na elite em 2011

Por: TIAGO DA MATA

30/03/2010

O Oeste, de Itápolis(SP), se garantiu na elite do futebol paulista, na manhã de domingo(28/3), ao vencer o Ituano por 2 a 0 em casa.

A vitória é a segunda consecutiva do time que, na quinta-feira(25/3)havia vencido o Sertãozinho por 2 a 1. Com isso, o "Rubrão"(como popularmente é conhecimento o Oeste), acabou com o tabu de não vencer em casa, que durava mais de um ano.

O primeiro tempo da partida foi fraco, com os times sonolentos e um meio campo muito embolado, o que tirou a paciência de torcedores. A única chance de gol foi do time do Ituano, um chute de fora da área que foi defendido pelo goleiro Neneca.

Na volta do intervalo, massagista e maqueiro, ambos de Itápolis, discutiram e ambos foram expulsos de campo. O ocorrido retardou o reinicio a partida.

No segundo tempo o Oeste voltou com "pique total" e foram muitas as chances de gol. Logo,no primeiro minuto, Kleber desviou de cabeça e, por muito pouco, não abre o placar. Aos três minutos novamente Kleber, mandou uma bola na trave. Aos cinco, Dionísio mandou uma "bomba" de fora da área e o goleiro Saulo espalmou para a linha de fundo. Aos 21 minutos, mais uma chance, Alex William quase encobriu o goleiro.

Aos 32 minutos o time do Oeste reclamou muito e, com razão, de uma penalidade. Carlos Eduardo empurrou claramente Ricardo dentro da área, mas o árbitro não assinalou a penalidade. Aos 34 minutos, aconteceu o lance mais protestado pela torcida: Kleber recebeu um cruzamento rasteiro, praticamente em cima da linha e com o gol livre, pegou muito mal na bola e conseguiu mandar por cima do travessão.

O Oeste manteve a pressão e aos 37 minutos abriu o placar. Alex cobrou uma falta pelo alto e Ricardo Bueno desviou para o gol, levantando a torcida presente. Este foi o 13º gol de Ricardo Bueno, que o coloca na artilharia do campeonato junto com Rodriguinho, do Santo André. Um minuto depois, a defesa do Ituano deu bobeira e entregou de graça a bola para Ricardo que bateu a queima roupa e Saulo espalmou, no rebote. Então, Kleber bateu firme para o fundo das redes.Pouco tempo depois Luiz Eduardo,do Ituano, fez uma falta violenta e foi expulso de campo.

Ao final do jogo o time comemorou muito a vitória. Mauro Guerra, dirigente do Oeste, não conteve a emoção e chorou ao dar entrevista em campo.Cidão Santos, principal investidor do Oeste, que ao inicio da partida teve um pequeno problema de pressão e foi levado ao hospital, voltou ao estádio, após o final do jogo, já recuperado, e também comemorou muito a vitória e a permanência definitiva na elite do futebol paulista.

Com o resultado, o Oeste ocupa a 11ª colocação com 22 pontos, dois a menos que o Palmeiras, 10º colocado. O time está dentro da zona de classificação para as finais do interior e, nesse momento, está se classificando também para a Série D do Campeonato Brasileiro, que acontece no segundo semestre deste ano. O próximo confronto do Oeste será domingo (04/04), no Palestra Itália, onde enfrentará o Palmeiras.

Ao final do jogo o dirigente Mauro Guerra salientou a vitória do time: "A vitória e a permanência na elite destacam um bom trabalho ao longo da temporada. No ano passado sofremos até a última rodada para nos livrarmos diante do Guaratinguetá, fora de casa. Agora, jogando como mandante e a torcida apoiando foi uma sensação impossível de descrever. Aí é o momento de comemorar muito", disse o dirigente.

"Diante do Palmeiras será um grande desafio para nós, pois queremos a vaga entre os dez melhores e ter vantagem em 2011. Mesmo assim sabemos que se trata de um time grande e que atravessa um mau momento, mas não podemos dar bobeira, pois será um duelo complicado", finalizou.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/