mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

São Carlos estuda alternativas para melhorar seu trânsito

Por: NATHALIA DI BUONO NICOLA

09/09/2009

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) o número de carros nas ruas é cada vez maior, o que causa congestionamento e, consequentemente, estresse absoluto no condutor.

Em São Paulo, os carros andam a 21 Km/h e acredita-se que futuramente o trânsito irá parar, devido ao fluxo de veículos que está cada vez maior.

No interior, em cidades médias, como São Carlos(SP),o trânsito também tem seus problemas e muitos motoristas alteram, muitas vezes, seu comportamento. Toda essa confusão de veículos pode causar vários problemas aos motoristas, desde problemas de saúde a graves acidentes de trânsito.

Segundo dados informados pela Secretaria de Trânsito e Transporte de São Carlos, a cidade possui 220 mil habitantes e cerca de 130 mil veículos registrados.Em média é 1 veículo para cada 2 habitantes e, mesmo assim, já apresenta pontos de engarrafamento no centro da cidade, como por exemplo: as Avenidas São Carlos,Carlos Botelho e as Ruas São Joaquim e Dona Alexandrina, em horários de pico.

Levando em consideração essa situação, a prefeitura São Carlos busca alternativas, junto aos governos Estadual e Federal.

A campanha de incentivo ao uso do transporte coletivo da cidade; a melhoria da sincronia dos semáforos para que o fluxo entre eles seja compatível e a ampliação da “área azul” por mais lugares, no centro da cidade, são possíveis soluções para a diminuição do fluxo de carros. A informação é do Secretário de Trânsito e Transporte, Nilson Carneiro.“A criação de pontes sobre córregos, vias, rotatórias e alças para que não haja empreendimento seria uma solução”, afirma.

Segundo o policial militar, Rogério Chiva, a melhor forma de lidar com os problemas do trânsito, como estresse diário nas pessoas, o que acaba desencadeando brigas e acidentes no trânsito,seria aumentar a fiscalização da polícia de trânsito nas ruas.

“As rotas alternativas seriam boas opções para as pessoas evitarem esse estresse diário. Já que as ruas de acesso rápido acabam sendo prejudicadas nas horas de pico, pois todos decidem ir para o mesmo local”, declara.

Alguns profissionais, como a psicóloga Cibele Bertolino, especializada na área há 20 anos, acreditam que as expressões e atitudes de raiva, desrespeito ao pedestre e às normas de trânsito, são mecanismos de liberação de tensões e desejos reprimidos de liberdade e poder do condutor. Segundo ela, o trânsito acaba sendo uma tela de projeção e liberação dessas angústias.

Os motoristas de São Carlos estão preocupados com o trânsito, contudo, alguns já estão acostumados com o trânsito e costumam manter a calma durante o percurso. “Grande parte dos condutores não se preocupam em realizar simples obrigações como respeitar as faixas de pedestre e os semáforos e isso acaba alterando no comportamento das pessoas”, acrescentou o estudante Guilherme Augusto.

As escolas de formação de condutores preparam os alunos para um comportamento mais adequado no trânsito. “Na formação dos motoristas fazemos o possível para que todos saiam preparados para lidar com as mais diversas situações do trânsito hoje”, afirma o Diretor Presidente da Autoescola Mazola e do Centro de Formação de Condutores Mazotran,Dorival Mazola.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/