202009291406

mostrar mensagem ]

AVISO DE PRIVACIDADE

A proteção dos seus dados pessoais é importante para nós. Adotamos as melhores técnicas para deixar esse site seguro. Estamos atualizando nossa política de privacidade e termos de uso do site. Em breve, ela estará aqui para você saber o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações.

ocultar ]

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Dentistas recomendam cuidados com a higiente bucal

Por: JACQUELINE GASPAROTTO CELESTINO

06/05/2009

Ter dentes saudáveis e bonitos depende de fatores como higienização, a partir do momento que o bebê deixa a barriga da mãe, hábito de escovar os dentes e uso correto de produtos odontológicos.As orientações são de dois dentistas consultados em Jaú(SP).

A odontopediatra Lidiane Dellamano informa que os pais devem fazer higiene bucal na criança assim que ela nasce.“O melhor é utilizar uma gaze com água filtrada ou soro fisiológico e limpar bem suavemente a gengiva e a língua da criança”, explica.

Segundo ela, aos seis meses de vida do bebê surgem os primeiros dentes, eles devem continuar a ser limpos com gaze. Quando a criança completa 3 anos, todos os dentes já nasceram.

A partir dessa idade inicia-se o uso de creme dental sem flúor.“A pasta infantil possui menor concentração de flúor do que as convencionais e é indicada a partir dos 3 anos, quando a criança consegue cuspir a espuma, até os 12 anos”, conta o especialista em reparação e estética facial e diretor do Centro de Excelência em Odontologia, Francisco Massola.

Segundo Lidiane,ao dormir, não é aconselhável a criança usar a mamadeira no lugar da chupeta.“A cárie da mamadeira é muito agressiva, deve-se limitar a mamadeira à noite”,diz a odontopediatra.

A observação de que muitas pessoas não cuidam bem dos dentes é constatada por pesquisa. Segundo o Ministério da Saúde, 58% dos brasileiros usam escova de dentes de forma inadequada. O levantamento aponta também que é alto o número de brasileiros sem acesso à escova de dente. A razão mais comentada é a dificuldade financeira, seguida pelo desconhecimento.

“O ideal é trocar a escova a cada três meses, calculando de três a quatro escovações diárias”, orienta Massola. “É fácil constatar que no final desse período as cerdas começam a abrir. Se a pessoa continua fazendo uso deste produto, não há resultados da escovação, pois a escova não remove as placas bacterianas e pode até machucar a gengiva”,explica.

Os profissionais recomendam três a quatro escovações por dia. À noite há diminuição do fluxo salivar, agente que inibe a formação da placa bacteriana. Também é importante usar creme dental com flúor e fio dental, além de visitar o dentista a cada seis meses.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/