mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Dupla de Matão destaca-se no estilo sertanejo universitário

Por: FAGNER PEREIRA

22/04/2009

O crescimento do cenário musical, principalmente de duplas sertanejas, está em alta na região. É o caso da dupla Mario e Marcelo.Os irmãos são a terceira geração de uma família de sertanejos na região de Matão(SP).

Em oito anos de carreira, Mario e Marcelo se apresentam nas melhores casas de shows do estado de São Paulo.Além da participação em feiras e rodeios por todo Brasil, a versatilidade da dupla vem da vasta experiência em bailes.

A dupla se destaca em vários eventos no interior paulista como Dupla Revelação no estilo conhecido como "sertanejo universitário", tanto pela sonoridade marcante quanto pelo profissionalismo e a incrível presença de palco capaz de sacudir qualquer público com um repertório dançante.

Os incentivadores da dupla são o pai e avô (violeiro).“Desde criança ficava olhando meu avô tocar viola tentando descobrir o que fazia para depois botar em prática”, afirma Marcelo.

“Na época meu pai e avô formavam uma dupla sertaneja chamada Catireiro e Caçador, onde se apresentavam em rádios e festivais, foi aí que despertou em nós essa paixão pela musica sertaneja”, conta Mario.

Marcelo fez parte de várias duplas, obtendo êxito em determinadas formações como Marcelo e Théia que era conhecido em toda região.

Porém, seu objetivo sempre foi cantar com o irmão que na época era bem mais novo e soube esperar a hora certa.

“O Mario fazia parte da banda e já cantava algumas músicas comigo e, certo dia, conversando com meu pai achamos que já era hora de formar a tão sonhada dupla com meu irmão. Informamos os músicos da banda sobre a decisão, todos concordaram e até hoje estamos na estrada” diz Marcelo.

Como em toda profissão há dificuldades e a de artista não é diferente."Acho que a pior delas é a mídia que cobra do artista para tocar suas músicas na rádio e cobra para aparecer na TV.Hoje em dia não é preciso ter talento para fazer sucesso, apenas muito dinheiro e isso nos deixa triste”, completa Mario.

A dupla acredita que além de se destacar na mídia o artista precisa também conquistar o carinho do público, ou seja,os fãs.

Para Marcelo primeiro é necessário fazer um trabalho sério com disciplina.“Dedicar-se à música, estudar bastante, ser profissional, ter respeito, tentar levar ao público o que a dupla tem de melhor, gravar um CD de qualidade e o principal: acertar a música de trabalho”, afirma o cantor.

Anderson Chence, popularmente conhecido como Andrinho, que toca contrabaixo com a dupla, a seis anos, comenta como é ser músico nos dias de hoje.“Fazer parte do mundo musical é algo empolgante que proporciona, a cada dia, uma nova descoberta de pessoas e lugares e o conhecimento sobre música aumenta muito obtendo contato com outros músicos”, diz o baixista.

Aconteceram muitas passagens marcantes na caminhada de Mario e Marcelo, mas uma que vai ficar marcada para sempre aconteceu em 2006 na 4º edição do festival "Viola de todos os Cantos", promovida pela EPTV, afiliada da Rede Globo de Televisão.

“Nós fomos campeões com a música Dedo Na Ferida que é um desabafo contra os corruptos do nosso governo composta pelo nosso pai”,comenta Mario.

Mas, não só de conquistas consiste a história da dupla. Existem muitas passagens curiosas e engraçadas, como o famoso dito popular: ganha-se pouco, porém diverte-se muito.

“Aconteceu em um rodeio da região, onde dois de nossos músicos beberam além da conta e um deles caiu do palco com guitarra e tudo. O outro foi tocar pandeiro no meio da galera.Com certeza foi uma passagem engraçada, meio traumatizante, porém engraçada”, completa a dupla.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/