Ageuniara

Desempregados usam criatividade para sobreviver à crise

Por: MANOELA DE MIRANDA MARQUES

25/03/2009

A crise econômica, que tem assustado o mundo, também deixou uma parcela significativa de pessoas desempregadas em Araraquara(SP),principalmente as que trabalhavam em algumas multinacionais da região.

Essas empresas foram as que mais sofreram com a crise, pois os problemas internacionais refletem aqui no Brasil. Com isso, as pessoas que perderam seu emprego buscam novas formas de garantir sua renda e sustento como, por exemplo, os trabalhos alternativos ou temporários.

Cristina Silva, ex-funcionária de uma empresa em Araraquara, perdeu seu emprego no começo de 2009 e, desde então, garante sua renda com serviços autônomos.Ela começou a vender produtos de beleza, investiu num curso de depilação e já montou um quarto nos fundos de sua casa para trabalhar.“Eu dei sorte por conhecer muita gente na empresa em que trabalhava, daí todos acabaram me ajudando, comprando os produtos e, com isso, consegui pagar meu curso de depilação”,diz.

Ela não desanimou quando ficou desempregada.“O importante é não perder a calma, com dedicação e força de vontade dá pra conseguir se virar de algum jeito até que a situação melhore”,observa.

Para Richiel Carvalho a crise é passageira.“Desemprego sempre existiu e as pessoas só precisam buscar uma forma de sobreviver a esses problemas”. Ele trabalhava numa multinacional da região e foi mandado embora há um mês, mora ainda com os pais, mas utilizava o salário para pagar seu curso de Web. “Eu fui mandado embora e fiquei com medo de precisar parar a faculdade, comecei vender perfumes para um revendedor que eu conheci algum tempo atrás e, até agora, está dando certo”, afirma.

Richiel também pretende conseguir uma renda extra nessa época de Páscoa.Segundo ele, a mãe sabe confeccionar ovos de chocolate e trufas.“Vamos aumentar a renda da família esse mês com a venda de chocolates.Aproveito os clientes que compram meus perfumes e já ofereço os ovos. Quem dá um perfume de presente acaba dando um ovo de Páscoa também”, brinca.

Os problemas enfrentados por essas pessoas que perdem seus empregos são muitos, mas sempre há uma possibilidade de revertê-los. Para Marcio Moraes, profissional da área de Recursos Humanos,há 15 anos, existem dicas que suavizam a crise. “Já vi algumas crises parecidas em outras áreas, inclusive, mas sempre há formas de sobreviver”, afirma.

Sugestões

Moraes dá sugestões para as pessoas que perderam o emprego em função da crise.“Seguindo essas sugestões e agindo com cautela é possível que a situação não se complique tanto com a crise. Depois, é só aguardar até que a situação melhore e o país volte a crescer”.

Entre as sugestões de Moraes destacam-se:

Não fazer contas desnecessárias, compras parceladas ou financiamentos longos em épocas de crise;

Tomar cuidado com os juros de cartões ou empréstimos, tentar pagar primeiro sempre os de juros mais altos;

Buscar formas temporárias de ganhar dinheiro, mas nada que exija grandes investimentos iniciais para não criar novos gastos ou até mesmo se prejudicar caso o negócio não dê certo.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/