Ageuniara

Pesquisa da CTA aponta via Expressa como a mais perigosa da região

Por: PAULO CELSO CHIARI

28/05/2008

Uma pesquisa realizada pela Companhia Tróleibus de Araraquara(CTA)identificou as vias que têm maior número de acidentes na região.

Os dados da pesquisa fazem parte de um levantamento que a CTA vem realizando desde 2001, quando foi instalado um software, que através do qual é possível fazer o mapeamento dos boletins de ocorrência registrados desde então. Até agora já foram registrados mais de 30 mil acidentes.

A via Expressa, uma das principais Avenidas que corta Araraquara é apontada como a mais perigosa. Cerca de 2 mil veículos passam por hora no local e existe um grande fluxo de transeuntes.

Além de não possuir cruzamentos,a via Expressa dá a sensação de impunidade ao motorista que abusa da velocidade mesmo com a presença de radares e placas de sinalização.

Outra que entra na estatística da CTA como uma das mais perigosas é a estrada vicinal que liga Araraquara à Bueno de Andrada, que além de ser pista única, não tem acostamento

Só no ano passado, na vicinal foram registrados 72 acidentes, com 44 vítimas e quatro mortes, contra 41 acidentes, 6 feridos e uma morte em 2006.

A via Expressa registrou no ano passado 152 acidentes, com 80 feridos e cinco mortes. Em 2006 foram128 acidentes, 38 feridos e duas mortes.

Para Nilson Carneiro, diretor da CTA,a via Expressa terá reformas como: troca de placas de sinalização,reforço de pintura nas faixas,maior número de radares e lombadas para diminuir a velocidade. Quanto a vicinal, terá mais sinalização tanto em sentido vertical como horizontal, construção de acostamento, retirada de postes da rede telefônica próxima à pista e correção de solo em trechos que apresenta lombadas.

O engenheiro Civil especializado em transportes, José Felex , diz que apenas medidas de engenharia não são suficientes e que o principal culpado é o próprio motorista que não obedece as leis.”Enquanto não houver conscientização e uma boa educação no trânsito, essa estatística não para nunca de crescer”, ressalta.

Silvano Nunes, que reside em Araraquara, é usuário da estrada e que tem comércio em Bueno de Andrada. Ele conta que perdeu um irmão em acidente, este ano, por imprudência de um motorista que abusava da velocidade.”Testemunhas disseram que o carro estava à 150 km/h, isso é um desrespeito á vida, eu desanimei de ter comércio, quero vender tudo",diz.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/