Ageuniara

Fitoterapia ajuda no tratamento de problemas de saúde

Por: CRISTIAN ANSELMO PAIUTTA

29/08/2007

Todo medicamento comercializado nas farmácias possui, hoje em dia,duas origens:a de plantas medicinais e a origem sintética.A maior parte das sustâncias sintéticas, comercializadas, também foram extraídas um dia das plantas e, agora, são sintetizadas em laboratórios.

Segundo a farmacêutica,Marli Aparecida Souza, especialista em fitoterapia,o baixo custo e o fato de não causarem efeito colateral nem dependência aos usuários estão entre os principais benefícios dos fitoterápicos.

Ela ressalta a eficácia das ervas medicinais, mas lembra que em casos mais sérios é importante e necessário o acompanhamento feito pela medicina tradicional e que a fitoterapia pode ser utilizada como complemento ao tratamento.

"As plantas têm valores terapêuticos, mas temos que respeitá-las, porque da mesma forma que existem plantas que curam, há outras que matam, como é o caso da Bela dona e do Algodoeiro, que provocam aborto, convulsões, podendo levar à morte quando tomadas em excesso",explica.

A aposentada Iracema David da Silva utiliza chá de vagem "Pau Ferro" no auxílio do controle de diabetes. Ela conta que antes tomava quatro injeções de insulina por dia e, hoje, toma apenas uma."Mas,mantenho o acompanhamento do nível da doença, com testes diários”, diz. A aposentada brinca: “Quem de nós já não tomou um chá de erva doce para o intestino ou para a digestão, ou de camomila para se acalmar?”.

A Organização Mundial da Saúde(OMS)tem incentivado os países em desenvolvimento, no que se refere a pesquisa e utilização dos produtos fitoterápicos, por causa do baixo custo dos remédios produzidos e pelo fácil acesso às plantas, que podem ser encontradas até em terrenos baldios.

No Brasil, com ajuda da OMS, foi implantado em 1982 um programa para investigar e catalogar as plantas de uso popular no país, que comprova a eficácia destas plantas no tratamento de doenças.

As plantas contêm princípios ativos capazes de curar as pessoas em diversas doenças.E a medicina jamais errou a respeito das aplicações de centenas de plantas, afinal a Fitoterapia pode ser considerada racional, eficaz e econômica.

Fitoterápicos

Fitoterápicos é todo medicamento preparado com plantas. Phitos significa plantas e terapia tratamento, daí o nome “fitoterapia”. Esse método de tratamento de doença surgiu há muitos séculos e era utilizado pelos índios e por comunidades africanas.

Principais fitoterápicos e seus benefícios:

Alecrim

Utiliza-se às folhas para estomatites, gengivites, dor de cabeça, dores reumáticas, Tonico capilar, circulação, esgotamento físico ou intelectual, gripes, febres e estimulante de memória.

Alfazema

Suas folhas e flores são utilizadas para tratar gazes no estomago e no intestino, descontração muscular, analgésica nas dores, renite, asma, calmante, anti-séptica e cicatrizante.

Boldo do Chile

No auxílio da digestão, suas folhas são comum mente utilizadas, serve também como diurético, embaraços gástricos, afecções do fígado pâncreas e vesícula.

Camomila

Suas folhas e flores servem para má digestão, cólica uterina, dores musculares, tensão menstrual, estresse, insônia, diarréia e inflamação das vias urinárias.

Carqueja

Utiliza-se as folhas e o talo. Tônico amargo, combate diabetes, distúrbios do fígado, estomago, vesícula, intestino solto e complementa regimes de emagrecimento.

Catuaba

Tem uma casca energética, estimulante, afrodisíaco, contra a impotência sexual e falta de memória.

Chá verde ou chá da Índia

Suas folhas são usadas como emagrecedor. A erva age na diminuição do apetite e acelera a queima de gordura durante as atividades físicas sem provocar efeitos colaterais.

Erva cavalinha

Usa-se as folhas e flores para doenças do trato urinário e próstata, para doenças dos pulmões, acido úrico e circulação.

Erva cidreira ou capim limão

Suas folhas servem para insônia, agonia, calmante, analgésico, gases intestinais, febre, digestivo, relaxante muscular.

Erva doce ou funcho

Sementes, folhas e bulbo são utilizados como expectorante, para gazes, digestivo e relaxante.

Espinheira santa

Utiliza-se as cascas e folhas como cicatrizante, anti-úlcera gástrica e anti-séptico.

Gingko biloba

Suas folhas são usadas no tratamento de microvarizes, úlceras varicosas, cansaço das pernas, artrite dos membros inferiores, dificuldade de concentração. Aumenta a circulação sanguínea e inibe a ocorrência de edema cerebral e combate a velhice precoce.

Guaco

Sua folha é expectorante, combatem resfriados, bronquite e tosse. Purifica o sangue, desperta o apetite e combate a febre.

Hibiscus

A flor serve para descontrair músculos, alivia espasmos, diurético, digestivo, laxante leve, corante, aromatizante e calmante.

Hortelã

Utiliza-se suas folhas como analgésico estomacal e intestinal, digestivo, estimulante das funções cardíacas, espasmos e relaxante

Jasmim

Sua flor é sedativa, para descontrair os músculos e alivia espasmos.

Melissa

As folhas e talo servem como sedativo, diurético, calmante, antiinflamatório, boa digestão, dores de cabeça, abaixa a pressão sangüínea e gastrite crônica.

Quebra-pedras

Folhas, flores e talos servem como analgésico, para secreção da bílis, anticancerígena, anti-bacteriana, diurético, cálculos renais, dores lombares, acido úrico, cistite e próstata.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/