202009181040

mostrar mensagem ]

AVISO DE PRIVACIDADE

A proteção dos seus dados pessoais é importante para nós. Adotamos as melhores técnicas para deixar esse site seguro. Estamos atualizando nossa política de privacidade e termos de uso do site. Em breve, ela estará aqui para você saber o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações.

ocultar ]

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Cana é a principal fonte de economia de Ribeirão Bonito

Por: LUCAS EDUARDO CASTRO MASCARO

25/04/2007

A plantação de cana-de-açúcar teve aumento de aproximadamente 5.000 hectares em Ribeirão Bonito(SP), o preço da cana e as facilidades na mão-de-obra foram determinantes para que ocorresse esse acréscimo.As cabeças de gado diminuíram e as áreas de pasto se tornaram cana.

Em 2000 a plantação de cana chegava há 10.000 hectares e, após sete anos, houve um aumento significativo de 5.000 hectares.Hoje há 15.000 hectares, mas a média de produção de toneladas, por hectare,continuou a mesma, 70.

Segundo Walter Carmezini, engenheiro agrônomo, a localização da cidade e as melhorias do plantio até a colheita foram fundamentais para o crescimento da área plantada.

Ribeirão Bonito fica próximo a seis usinas, sendo que a mais distante se encontra à 40 quilômetros. E além dos fatores apresentados por Carmezini, outros se destacam como variedades de cana mais produtivas e adaptáveis ao solo, adubação mais racional e melhorias técnicas.

Com o aumento da cana-de-açúcar as cabeças de gado perderam espaço e diminuíram cerca de 5.000, em um ano.

Segundo dados da Casa de Agricultura de Ribeirão Bonito, em novembro de 2005 haviam 21.597 cabeças de gado na cidade e, em novembro de 2006, esse número caiu para 16.116, um enfraquecimento significativo.

De acordo com a Casa da Agricultura isso aconteceu devido ao preço do gado que diminuiu, e que não trouxe um bom retorno aos criadores, e também ao preço do leite que permaneceu estável e pouco rentável.

"No mês de maio há uma expectativa de queda na quantidade de cabeças de gado, devido a vacinação contra febre aftosa, que é aplicada duas vezes ao ano, sendo a primeira nessa data ” diz Carmezini.

Com a diminuição das cabeças de gado e a ótima localização para o plantio, a cana ganha mais espaço na economia de Ribeirão Bonito e as áreas, que antes eram destinadas à criação de gado, são trocadas por plantações.Das 500 propriedades existentes na cidade, cerca de 200 são só para o cultivo de cana-de-açúcar.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/