202009202340

mostrar mensagem ]

AVISO DE PRIVACIDADE

A proteção dos seus dados pessoais é importante para nós. Adotamos as melhores técnicas para deixar esse site seguro. Estamos atualizando nossa política de privacidade e termos de uso do site. Em breve, ela estará aqui para você saber o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações.

ocultar ]

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Enchentes causam prejuízo em Matão

Por: JESSICA MACHADO

01/03/2007

Devido as fortes chuvas,Matão(SP)sofre com as enchentes, principalmente nas proximidades do Rio São Lourenço.Sempre que ocorrem chuvas fortes, elevam o nível do Rio que “divide a cidade” e ninguém consegue atravessá-lo.

Quem mora nas proximidades é prejudicado.Os estabelecimentos comerciais e residências ficam alagados. Prejuízo para moradores e lojistas que convivem com esta situação.

Outros fatores preocupantes são as doenças causadas pela água suja, como a leptospirose, quando as pessoas entram em contato com a água contaminada e com a urina de rato.Esta doença é muito grave e tem este roedor como seu principal transmissor que, por meio de sua urina, contamina córregos, esgotos e bueiros.

Ana Carolina Freitas Tiossi, que reside em frente ao São Lourenço, diz que quando chove a água chega a invadir o quintal de sua casa, mas não molha o seu interior, pois foi colocada uma espécie de barragem que encaixa uma tábua para não deixar a água invadir a residência.

“Assim que a chuva cai forte, o quintal fica cheio de lama. Na mesma hora lavamos, pois a lama deixa o piso escorregadio e existem pessoas idosas na casa, o que aumenta o risco de acidentes domésticos”, afirma.

Para prevenir as doenças, o local é limpo imediatamente sem manter um contato direto com a lama que fica após a enchente.

Antônio Batista, proprietário de um estabelecimento, trabalha nas proximidades do Rio, há 20 anos, e para evitar o alagamento determinou a construção de uma mureta com escada para acesso ao prédio.Mas, mesmo assim, não escapa da limpeza, pois a lama e detritos atingem a calçada.

Outro lado

Para o secretário municipal de obras, Geraldo Lesbão Meira, o "Mineiro", a administração tem se empenhado para tentar solucionar o problema, mas com o asfaltamento de toda a cidade e a força das enxurradas, fica praticamente impossível evitar o acúmulo de água em alguns pontos e o transbordamento do Rio.“A medida que nós tomamos foi colocar uma draga para afundar mais o São Lourenço.Fizemos alguns pontos de contenção, mas mesmo assim os temporais têm superado nossas barreiras”, informou.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/