mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Projeto Viva Vôlei atende pessoas em condições de deficiência

Por: ANTONIO CARLOS DE OLIVEIRA

17/10/2006

O projeto “Viva Vôlei”, desenvolvido pela Confederação Brasileira de Vôlei, foi lançado em São Carlos com uma novidade: além de atender crianças e jovens na faixa etária entre 7 e 14 anos, ele atenderá também pessoas em condições de deficiência.

Denominado “Viva Vôlei Especial”, o projeto que em seu lançamento contou com a presença do ministro dos Esportes Orlando Silva de Jesus Júnior, vai prestar o atendimento a pessoas em condições de deficiência com idade entre 7 e 50 anos.

O Viva Vôlei que é apoiado pela Unesco, agência da Organização das Nações Unidas (ONU), tem por objetivo o atendimento de crianças e adolescentes carentes realizando a massificação do voleibol. Contribui para a melhoria da qualidade de vida, promovendo a educação e a socialização entre crianças e adolescentes e gerando empregos, lazer e entretenimento.

Para o desenvolvimento do “Viva Vôlei Especial” em São Carlos foi firmada uma parceria entre a Prefeitura local, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e o Instituto de Atividades Inclusivas.

O atendimento é feito em dois locais: na Estação Comunitária (ECO) do bairro Jardim Gonzaga e no Clube de Campo do São Carlos Clube, localizado na região central.

De acordo com o presidente do Instituto de Atividades Adaptadas, Luciano Zanollo, atualmente o projeto atende cerca de 90 pessoas, a maior parte com deficiência. “O atendimento exclusivo que nós fazemos para os deficientes no São Carlos Clube conta com 45 pessoas, já na Estação Comunitária do Jardim Gonzaga são mais 15”.

Ainda segundo Zanollo, a comunidade aceitou muito bem o trabalho que vem sendo desenvolvido. Ele enfatiza que a principio a intenção do projeto é apenas utilizar as aulas de vôlei como forma de socializar e melhorar as condições de vida dos deficientes e isso a gente vê no dia-a-dia deles com a melhoria, por exemplo, da coordenação motora.

“Estamos trabalhando apenas com o objetivo de proporcionar melhor qualidade de vida para essas pessoas. O projeto não tem como meta formar equipe de competição, até porque só existe vôlei adaptado para deficientes mentais, e isso restringe bastante o trabalho”, informou.

Serviço

As crianças e jovens da comunidade e as pessoas em condições de deficiência com idade entre 7 e 14 anos são atendidas nas segundas e quintas-feiras das 14 às 16h, e nas terças-feiras das 9 às 10h, na Estação Comunitária (ECO).

As pessoas em condições especiais, com idade entre 15 e 50 anos, e os alunos da entidade Acorde e da Escola Paralelo, recebem atendimento nas terças e quintas-feiras, das 15 às 16h, na sede de Campo do São Carlos Clube.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/