202009240613

mostrar mensagem ]

AVISO DE PRIVACIDADE

A proteção dos seus dados pessoais é importante para nós. Adotamos as melhores técnicas para deixar esse site seguro. Estamos atualizando nossa política de privacidade e termos de uso do site. Em breve, ela estará aqui para você saber o que fazemos com os dados pessoais que coletamos e como protegemos suas informações.

ocultar ]

mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Eficácia de tratamento de traumas das mãos melhora com Terapia Ocupacional

Por: ROZANA MARIA GABAN

11/10/2006

Terapia da mão é um tratamento direcionado a quem tem algum acometimento na mão ou no membro superior, seja por um trauma, acidente, doença, ou patologia de ordem neurológica ou ortopédica, enfim danos que afetam suas funções ou lesões em outras partes do corpo, mas que interferem na mão. O tratamento é oferecido por um curso de especialização do Departamento de Terapia Ocupacional da UFSCar

Esse tratamento prioriza um atendimento precoce da área afetada, pois a imobilização da região lesada pode deixar seqüelas e muitas vezes o próprio paciente imobiliza outras partes do corpo por medo das conseqüências. Desta forma, a terapia é realizada durante o tratamento médico e auxilia no processo de recuperação da lesão, uma vez que cada tecido tem seu tempo de recuperação e o tratamento imediato evita inchaço e outras seqüelas. “Quanto mais cedo o terapeuta intervir, mais rápida será a recuperação do paciente. Por isso a necessidade desses casos serem encaminhados para especialistas que aprofundaram seus conhecimentos nas estruturas anatômicas e biomecânicas da mão”, explica a coordenadora do projeto, professora Iracema Vergotti Ferrigno.

Além disso, o tratamento é direcionado para que os pacientes consigam fazer as coisas do dia-a-dia da forma mais independente possível. Valorizando o cotidiano e a parte social e emocional do paciente, procura-se manter a vida o mais próximo da normalidade.

Dependendo do tipo de comprometimento a deformidade é inevitável, por mais hábil que sejam os profissionais. Há situações irreparáveis como amputações, perda de tecidos, queimaduras, lesões complexas. Essas situações exigem que o paciente faça uma readaptação em sua vida, no seu trabalho, nas suas relações para que consiga sobreviver em condições de equilíbrio emocional.

“A Terapia Ocupacional trabalha com projetos de vida a curto, médio e longo prazo. Trabalha com o fazer, vendo a mão como um instrumento de ação e realização, tentando manter suas necessidades ativas”, ressalta a responsável pelo projeto.

O objetivo é que o paciente se auto-conheça, se cuide, se trate, mostrando a ele a evolução de cada parte que precisa ser reabilitada. O paciente é avaliado por testes funcionais de sensibilidade específicos para cada caso. Considerando o que ele pretende, qual sua expectativa, seu desejo, a evolução da doença, quais foram os procedimentos cirúrgicos.

É importante que o terapeuta saiba todos os procedimentos realizados. Em seguida, é definido um plano de tratamento com atividades funcionais, orientações ergonômicas, órteses — aparelhos modelados especificamente para cada paciente, que servem para fazer uma imobilização ou proteção da região afetada. De acordo com a responsável pelo projeto, hoje muitos cirurgiões da mão querem a presença de um terapeuta da mão durante a cirurgia ou no pós operatório imediato.

Este projeto está sendo implementado desde 1992 com grande ênfase em diversas universidades do Brasil, sob a coordenação da professora Iracema Vergotti Ferrigno. Na UFSCar o trabalho é desenvolvido por ela e pela profa. Cristina Toyoda, coordenadora do curso de Terapia Ocupacional.

Quem necessita desse tipo de atendimento deve procurar a USE – Unidade Saúde Escola, na UFSCar. Mais informações pelo telefone 16 3351-8346 ou pelos emails iracema@power.ufscar.br e toyoda@power.ufscar.br.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/