mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Pesquisa com aparelho ortodôntico de cerâmica entra em nova fase

Por: LILIANE APARECIDA CARNEIRO

03/10/2006

A Universidade Federal São Carlos e a empresa Tecnident Aparelhos Ortodônticos estão completando a segunda fase do projeto do bráquete de cerâmica. Nessa fase será montada a linha de produção e processamento.

O bráquete é uma peça do aparelho ortodôntico. Fixado em cada dente, serve para prender o fio de aço inoxidável que traciona os dentes para colocá-los na posição correta. A peça de cerâmica foi desenvolvida especialmente para crianças, adolescentes e adultos que não gostam do aparelho ortodôntico de aço inoxidável, atualmente o mais usado.

Os primeiros resultados com o teste do bráquete de cerâmica foram positivos. Além dos aparelhos coloridos está sendo desenvolvido o bráquete de cerâmica da cor metálica. Esse aparelho vem sendo apresentado nos principais congressos de odontologia e ortodontia.

Há interesse também de pesquisadores de outras universidades para estudar o bráquete de cerâmica brasileiro como tese de mestrado e doutorado, pois esse aparelho foi considerado como produto de alta tecnologia com aplicações de nanotecnologia.

O aparelho chegou ao mercado como uma inovação no Brasil, mas é no exterior onde estão os maiores compradores. Renilson Russ, técnico em processamento cerâmico, disse que as vendas têm aumentado gradativamente para o mercado internacional como a Índia, Colombia, Venezuela, Chile, Estados Unidos, França, Espanha e outros.

Devido ao preconceito em relação a produtos brasileiros, as vendas internas estão fracas. Mário Peregrino Júnior, diretor da empresa, informa que os dentistas e os clientes têm receio desse bráquete porque é novidade no mercado brasileiro.

A ortodontista Cristina Alves confirma que o receio com esse aparelho é grande, não só pelo fato dele ter modificações, mas também pelas pessoas não entenderem que ele só pode ser usado em tratamentos considerados normais. Em tratamentos mais complexos com o uso de acessórios são mais indicados os bráquetes de aço inoxidável, indica Cristina.

Aline Monteiro já usou o aparelho de cerâmica e disse que resolveu tirar pois quebrava e descolava do seu dente. Com isso ela preferiu usar o bráquete de aço inoxidável que, segundo ela, quebra menos.

A ortodontista explica que qualquer bráquete vai quebrar se o usuário não fizer a manutenção necessária. Tomar cuidado ao mastigar alimentos duros e ao mascar chicletes, entre outros,são recomendações para usuários de qualquer aparelho ortodôntivo.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/