mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Austregésilo Carrano prega a luta antimanicomial pelo país

Por: FELINIO DE SOUSA FREITAS

30/05/2006

A história do escritor Austregésilo Carrano Bueno alguns brasileiros já conhecem. Seja através do autobiográfico livro “Canto dos Malditos” onde relata a sua passagem por hospitais psiquiátricos, ou através do filme “Bicho de Sete cabeças”. Hoje ele é integrante do Movimento Antimanicomial e esteve em Araraquara no Dia Nacional da Luta Antimanicomial, comemorado em 18 de maio.

O movimento luta pela substituição dos hospitais psiquiátricos por redes de trabalhos substitutivos, através dos CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) ou NAPS (Núcleo de Atenção Psicossocial), Casas Terapêuticas ou Lares abrigados. Toda a rede conta com o apoio de psicólogos, psiquiatras e assistentes sociais.

A rede de trabalhos substitutivos prega, no caso do paciente entrar em crise ou em um surto psicótico, que seja atendido em um Hospital Geral, no período de até sete dias. No caso do CAPS/NAPS, que o paciente seja atendido durante o dia, quando é discutida a sua medicação por uma equipe de profissionais. Todos os atendimentos são feitos a partir de encaminhamento médico, através dos Postos de Saúde.

Nas casas ou lares abrigados são atendidos os pacientes que foram abandonados pelas famílias. São desenvolvidos trabalhos individualizados ou em grupos, buscando a autoconfiança do paciente e a qualificação profissional em oficinas terapêuticas. A meta é conquistar a ressocialização.

Para Carrano, a maior dificuldade é quebrar a cultura do brasileiro em relação aos manicômios. “A Maior dificuldade é quebrar a cultura manicomial do povo brasileiro, pois qualquer crise psicológica a família já pensa em internar”.

O projeto da Reforma Psiquiátrica é respaldado pela Lei Federal nº 10.216, desde abril de 2001, mas a maioria dos municípios e a população brasileira desconhecem essa lei. Qualquer município, através da secretaria municipal de saúde, pode exigir a rede de trabalhos substitutivos e o seu cumprimento.

Em Araraquara (SP), o Caps "Dr. Nelson Fernandes" foi inaugurado em agosto de 2000. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, o Centro atende cerca de 230 pacientes. Dentre as oficinas desenvolvidas, estão a de teatro, dança, culinária e uma espécie de “Jornal Mural”, local onde os pacientes expõem as suas poesias ou textos.

O escritor diz que os hospitais psiquiátricos ainda existem pela falta de informação e pelo desconhecimento da lei e do movimento antimanicomial. “Precisamos fechar o hospital especializado em loucura e tortura e não em cura que são esses hospitais psiquiátricos”.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/