Ageuniara

Vôlei feminino de Matão vive situação dramática

Por: RODRIGO PAGLIANI SIMONATO

14/06/2005

As duas equipes que fazem parte do vôlei feminino de Matão(SP), categorias juvenil e adulto, podem abandonar o torneio da Associação Pró Voleibol (APV) antes da fase final.

Se o campeonato terminasse hoje, as duas equipes estariam classificadas para a próxima fase, mas a falta de patrocínio pode tirar as equipes da competição e acabar com o vôlei na cidade.

“É uma frustração porque a gente vem aqui com o sonho de conseguir o título”,desabafa Viviane, meio de rede da equipe juvenil de Matão.Para Bianca, ponta da equipe adulto de Matão, a possibilidade do time acabar é muito ruim já que a equipe está muito bem montada, com um ótimo grupo e com condições de chegar a final.

Desde o começo do ano as duas categorias estão sem patrocínio. A prefeitura está arcando, com as despesas necessárias, para as atletas disputarem as competições como transporte, alimentação, despesas com arbitragem, taxas e cateirinhas como manda a federação.

Fora das quadras, as despesas das atletas, que moram em uma república, como aluguel, água e luz, são pagas pela treinadora. São quase R$ 1.000,00 que a técnica das duas equipes de vôlei de Matão, Sandra Mara Leão, paga do bolso todo mês para manter a equipe.

Mesmo assim Sandra está confiante que a equipe consiga novos patrocinadores, já que as duas equipes estão mostrando um bom voleibol e grandes chances de disputarem a final.

De acordo com ela, o custo mensal para manter o time de vôlei está em torno deR$ 5.500,00 que poderia ser dividido entre algumas empresas da cidade.

"O problema não é só o vôlei acabar na cidade, mas todo o projeto social que envolve este esporte. O objetivo do vôlei é dar as menina uma profissão, bolsa de estudos em faculdades. Se o vôlei acaba, acaba também este projeto” - ressalta Sandra.

Ela ainda falou sobre o convênio com a Uniara. Hoje são sete atletas que ganharam bolsa de estudo e em troca disputarão jogos defendendo a faculdade. Para o mês de julho está previsto mais seis atletas neste convênio.

A APV organiza, todos os anos, uma competição que envolve várias cidades da região. Este torneio é reconhecido pela Federação Paulista e serve como vitrine para as atletas conquistarem vagas em grandes clubes e reconhecidos nacionalmente.

Este ano a competição teve início em abril para a categoria juvenil e maio para a categoria adulto. Na categoria juvenil a equipe de Matão já disputou cinco partidas. Venceu quatro e perdeu uma. Nesta fase classificam-se duas equipes para a disputa da final da série ouro.

A classificação geral está assim: a equipe de São Carlos(SP) em primeiro lugar, a equipe de Matão vem em segundo e em terceiro está a equipe de Bauru(SP). Matão e Bauru ainda se enfrentam no dia 18 de Junho para brigarem pela vaga.

Na categoria adulto, Matão, que também é treinada pela técnica Sandra, já disputou sete jogos onde venceu quatro e perdeu três.

Nesta fase as nove equipes jogam em turno e returno, as quatro primeiras brigam pela final da série ouro onde a vencedora tem direito a disputar a Interligas da Série Prata que acontece entre novembro e dezembro.

As equipes que se classificarem entre quinto e oitavo disputam a final da série prata. Para esta categoria o torneio vai até o mês de outubro.

A classificação geral até o momento segue com Piracicaba(SP) em primeiro, Matão em segundo, Jundiaí(SP) em terceiro e em quarto está a equipe da Polícia Militar de Araras(SP).

Matão tem o mesmo número de jogos que Jundiaí, o mesmo número de vitórias e derrotas mas no critério de desempate Matão tem o melhor saldo de sets.

A equipe de Matão, categoria juvenil, está a um passo da fase final da competição. Uma simples vitória sobre a equipe de Bauru põe automaticamente as meninas na próxima fase.

Já na categoria adulto elas precisam se manter entre as quatro colocadas para alcançar o objetivo que é a próxima fase a competição.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/